Segunda-Feira, 17 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< POLÍCIA Marido mata mulher e sogra depois de fazê-las reféns PMs negociaram durante quase três horas com o assassino

Publicada em 01/12/2021 às 18:54
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: Divulgação)
Após manter a mulher e sogra como reféns em casa no bairro do Itanguá, na Zona Oeste de Sorocaba, um marido de 30 anos de idade, identificado com as iniciais F.C.R., assassinou as duas a facadas no início da manhã desta quarta-feira, 1º de dezembro. A sogra, de 41 anos, morreu no local e a mulher, de 25 anos de idade, foi levada ao Pronto-Socorro do Hospital Regional/Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), mas não resistiu aos ferimentos, mesmo diante das tentativas de reanimação, e faleceu horas depois.
 
Vizinhos da família, alertados pelo irmão da esposa, de 14 anos, que estava no interior da casa quando dos desentendimentos e conseguiu fugir, levando consigo o sobrinho de 4 anos, filho do casal, acionaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar por volta das 6h20, ao perceberem que o homem, funcionário de um hospital da cidade, mantinha as duas como reféns na residência. Após duas horas de negociação com os PMs que atendiam a ocorrência e a chegada de uma equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), o suspeito se entregou, não sem antes vitimar as duas ainda antes da chegada das forças policiais. 
 
O helicóptero Águia da PM sobrevoa o local
 
OS FATOS – O assassino teria começado a atacar a mulher e a sogra após um desentendimento ainda durante a madrugada, por motivos que aos poucos estão sendo apurados. Com a chegada das equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, os PMs integrantes do Gate iniciaram as mediações. O homem se entregou depois de quase três horas de negociações.
 
Teria sido ainda durante o desentendimento e antes da chegada da Polícia que, em determinado momento, o homem desferiu as diversas facadas contra as vítimas. Quando a polícia chegou ao local, a sogra já estava sem vida, porém segundo os PMs ele ainda manteve a esposa refém, liberando-a somente após as negociações, durante as quais ameaçou, inclusive, tirar a própria vida, sendo convencido a muito custo a largar a faca e a se entregar. 
 
A discussão do casal por outro lado, de acordo com as apurações iniciais, teria começado quando o marido poderia ter encontrado indícios de uma possível traição no celular da esposa. Durante o desentendimento, a sogra foi até a residência do casal, com uma faca na cintura. Ao ver o objeto, o homem teria se descontrolado. Ele, então, se apoderou da faca e começou a ameaçar matar a todos os presentes. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar