Quinta-Feira, 2 de Dezembro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< INTERNACIONAL Associação cria campanha para acolher juízas afegãs Mulheres tiveram de fugir do país após ascensão do Talibã

Publicada em 21/10/2021 às 11:02
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: Abr)
MAGISTRADOS 
 
A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) anunciou, na quarta-feira (20), o início de uma campanha de acolhida de juízas afegãs no Brasil, denominada “Nós por elas”. O primeiro grupo a chegar ao País é formado por sete juízas, acompanhadas de familiares. A ação ocorreu para dar assistência às magistradas do Afeganistão. A decisão pela iniciativa deu-se após a tomada da capital, Kabul, pelo grupo Talibã, cujo regime político envolve uma série de restrições ao trabalho e educação de mulheres. Isso fez com que diversas afegãs passassem a buscar outros países. As juízas que desembarcarem no Brasil terão abrigo provisório. 
 
A presidente da AMB, Renata Gil, explicou que há o compromisso social e solidário de fazer com que essas famílias retomem suas vidas. A campanha da AMB poderá acolher novas juízas. Contudo isso depende do sucesso nas tentativas de resgate que estão sendo articuladas por organizações internacionais envolvidas nessa operação. No total, havia antes da tomada de Kabul 270 juízas em atuação no país. Na cerimônia de lançamento da campanha, Renata relatou que o projeto foi desenvolvido logo após a tomada de Kabul pelos talibãs. A entidade buscou o governo federal e o Congresso Nacional para avaliar as possibilidades de trazer juízas daquele país. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar