Quinta-Feira, 21 de Outubro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL A difícil missão de vislumbrar o futuro

Publicada em 07/10/2021 às 20:02
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

No Brasil dos tempos atuais, que nunca deixa de passar repleto de novas e desgastantes turbulências, não existe hoje - e tudo indica que também não existirá no ano que vem -, uma pré-disposição política de se buscar objetivos concretos que possam corresponder ás expectativas de uma Nação melhor para todos. Há muito que não se pode falar no fim das crises, já que todo dia aparecem denúncias que comprometem muito mais gente. Diante do fato de toda a população já estar acostumada com a banalização das tragédias, pouca coisa ainda desperta o interesse da maioria dos brasileiros.

Na verdade, não se trata de uma indiferença nacional, mas parece que o sentimento seria o de dizer que todo mundo está cansado de tanto tempo perdido e de tantas acusações, principalmente aquelas feitas por muita gente que ao longo da carreira política sempre deixou muito a desejar. Qualquer pesquisa que seja feita atualmente sobre a confiança dos brasileiros na diversas instituições públicas sempre haverá de mostrar como é grande a desconfiança que existe contra tudo e contra todos.

"O que sempre prevalece na trajetória brasileira é a ambição desenfreada, a estupidez política e os conchavos desanimadores que prejudicam de todas as formas a população em geral"

De repente, neste momento em que a pandemia vai dando uma trégua a todos, não deixa de continuar sendo extremamente difícil propor uma conciliação ou um entendimento para que o País possa sair do atoleiro em que se encontra há muitos anos. Infelizmente, o que sempre prevalece na trajetória brasileira é a ambição desenfreada, a estupidez política e os conchavos desanimadores que prejudicam de todas as formas a população em geral.

Depois de tantas denúncias que foram levantadas ao longo dos últimos anos e do fim da Lava-Jato após as condenações levadas a efeito de grandes figurões da República, muitos dos quais já estão em liberdade, contribuindo para fortalecer ainda mais a apatia que se verifica hoje no âmbito da Justiça, o que é que o povo brasileiro pode esperar de melhor? Como é que pode o fato de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter sido condenado em várias instâncias do Poder Judiciário e hoje estar solto preparando-se para disputar as eleições presidenciais do ano que vem? É lamentável que, só mesmo no Brasil, paraíso dos absurdos, é que pode existir alguma explicação razoável para isso.

Infelizmente, num Pais como o nosso, onde as virtudes nem sempre correspondem a tudo aquilo que se espera de melhor, é muito difícil ter bons olhos para tentar vislumbrar com alguma possibilidade de acerto como será o futuro do Brasil nos próximos anos.                   

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar