Terça-Feira, 21 de Setembro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< INTERNACIONAL OMS quer 3ª dose só para grupos de risco Objetivo é reduzir desigualdade mundial na distribuição

Publicada em 09/09/2021 às 11:34
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, detalhou esquema (Foto: Abr)
CONTRA COVID
 
A Organização Mundial da Saúde (OMS) apelou aos países com taxas elevadas de vacinação contra a Covid-19 que não avancem com uma terceira dose até o fim do ano. O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, explicou que o objetivo é reduzir a desigualdade mundial na distribuição de imunizantes. 
 
Em entrevista coletiva na sede da instituição em Genebra, Tedros Adhanom disse que não há, a essa altura, evidência de uma terceira dose, com exceção dos grupos de maior risco. O objetivo global da OMS é que cada país vacine pelo menos 10% de sua população até o fim deste mês, 40% até o fim do ano e que 70% da população mundial estejam imunizados. 
 
META – Por sua vez, a Aliança de Vacinas Gavi informou na quarta-feira (8) que o esquema de compartilhamento de vacinas Covax – mecanismo internacional criado para garantir acesso global a doses contra Covid-19 – deve receber 1,425 bilhão de doses de imunizantes de países doadores neste ano, menos do que os 2 bilhões estimado em julho. 
 
Entre as razões do corte estão restrições de exportações do Instituto Serum da Índia, um fornecedor essencial, disse a Gavi em comunicado conjunto com a Coalizão de Inovação para Prontidão Epidêmica, a OMS e o Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas. Problemas de fabricação e atrasos são outros fatores limitantes, disseram as organizações. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar