Quinta-Feira, 2 de Dezembro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Cautela necessária

Publicada em 29/07/2021 às 19:58
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Tendo em vista que o resultado da vacinação mais intensa era tudo aquilo de bom que a população esperava, o governo do Estado já se adiantou em anunciar, conforme o DIARIO noticiou em sua edição de ontem, que após o encerramento da atual fase de flexibilização do Plano São Paulo, no dia 17 de agosto serão retiradas todas as limitações para o funcionamento das atividades no território paulista, quando não haverá mais limite de ocupação ou de horário. A partir dessa data, só as casas noturnas e outras atividades que geram aglomerações é que continuarão proibidas. O que se espera é que, de fato, o governo estadual esteja realmente fazendo a coisa certa, levando-se em conta que o que está sendo proposto é a volta de uma aproximação maior entre as pessoas. Essa proximidade foi a responsável pela alta contagem de vítimas e a propagação da praga que vem assolando o Brasil e o mundo. Há que ser levado em conta que essa comunicação feita pelo governo estadual não deixa de ser algo dos mais importantes, já que tudo tem a ver com o futuro imediato do País.

Apesar de as aglomerações serem proibidas, naturalmente deverá haver um acúmulo de pessoas por todos os lados, já que é isso que toda e qualquer atividade acaba proporcionando, como é o caso de quem caminha pelos parques ou que participa de excursões turísticas, sem se falar da maior lotação dos ônibus, trens e aviões. Apesar de a vacinação de ponta a ponta ser a porta de entrada para a recuperação do desenvolvimento e da economia, há que se atentar para que os problemas da pandemia não voltem com força total sobre a população. Não é pelo fato de a vacinação estar sendo intensificada que toda a população pode deixar de lado os cuidados que devem continuar sendo adotados contra o novo coronavírus e suas variantes que ainda sobrevoam por todas as partes do mundo.

"Enfermidades como a covid-19 não podem ser enfrentadas de qualquer maneira como se elas não significassem nada, daí a obrigação de todo mundo colocar a responsabilidade acima de tudo"

É justamente pela imunização em massa e por outras normas colocadas em prática que as mortes e as novas internações estão sendo reduzidas em todo o Brasil. Por isso mesmo, todos precisam continuar atentos a tudo, principalmente no que diz respeito ás aglomerações que devem ser evitadas a todo custo. Se a pandemia ainda vem causando muitos horrores e tristezas, toda a sociedade precisa se conscientizar de que a luta contra essa doença deve continuar sem esmorecimento.

Nada justifica a teimosia daqueles que querem se expor ao perigo, além de contaminar outras pessoas. Já está na hora de todo mundo colocar a responsabilidade acima de tudo. Enfermidades como a covid-19 não podem ser enfrentadas de qualquer maneira como se elas não significassem nada. Os brasileiros e as autoridades sanitárias precisam se impor para que as coisas realmente possam melhorar como se deve.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar