Quarta-Feira, 4 de Agosto de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SOROCABA Dia da Família provoca novo embate na Câmara de Vereadores

Publicada em 15/07/2021 às 17:48
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Foto: Divulgação
LEGISLATIVO
 
A apresentação de projeto de lei, ainda no final de março, criando no Município o Dia da Família Tradicional está provocando um novo embate dentro da Câmara de Vereadores. A proposta levada ao Legislativo sorocabano pelo vereador Dylan Roberto Viana Dantas (PSC) estabelece a comemoração do Dia da Família Tradicional em 29 de agosto, com o proponente fazendo questão de salientar, no bojo do texto da minuta da lei que se considera como família tradicional, nos termos do Código Civil e da Constituição Federal, “a união amorosa e afetiva entre o homem, mulher e sua prole” e que ainda “considera-se homem a pessoa humana nascida com o sexo biológico masculino; e mulher a pessoa humana nascida com o sexo biológico feminino”. 
 
Asseverando no artigo 2º de seu projeto, que ainda não chegou ao Plenário para ser discutido e votado, que na data mencionada “fica autorizada a realização de eventos públicos municipais, em todos os âmbitos, que valorizem e relembrem a grandiosa importância da família tradicional para a formação e desenvolvimento da Humanidade, bem com enalteçam a importância da figura materna e paterna”, Daylan Dantas justifica sua proposta de introdução no calendário comemorativo de Sorocaba do Dia Municipal da Família Tradicional considerando “a nevrálgica importância dada pela nossa Constituição à instituição familiar”; “a grande importância que pais e mães (biologicamente homens e mulheres) tiveram na vida da grande maioria das pessoas, sendo símbolos, em sua grande maioria, de luta e amor pelos filhos e demais entes queridos”; “que nossa sociedade somente chegou até aqui em razão dos relacionamentos afetivos estabelecidos nos moldes da família tradicional”; e que “fortes ataques vem o modelo tradicional familiar sofrendo por partidos de esquerda que, na verdade, não conseguem viver num Estado Democrático e entender que precisam conviver com os diferentes”. 
 
TODAS AS FAMÍLIAS - Nesta semana, porém, a vereadora Iara Bernardi (PT) protocolou um substitutivo ao projeto do colega Dylan Dantas, propondo a criação, em Sorocaba, do Dia Municipal de Todas as Famílias, a ser comemorado a 15 de maio, “data em que já se celebra o Dia Internacional da Família (instituído pela Organização das Nações Unidas/ONU), e considerando como família todo e qualquer núcleo social afetivo, sem nenhum tipo de distinção ou discriminação. 
 
Na visão da vereadora, o projeto original Dylan é ‘discriminatório’: "Entendo que família é algo mais amplo, um espaço de amor, respeito, solidariedade, companheirismo. Família é família, seja ela homoafetiva, filhos com dois pais ou duas mães, mães solo, pais solo, avós e netos; tias, tios e sobrinhos; madrinhas e padrinhos com afilhados. Família é onde existe amor e união. Essa proposta absurda, além de discriminatória, ofende os integrantes de famílias das mais variadas formações. Família é família, não existe modelo", ressalta Iara.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar