Sábado, 19 de Junho de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< Arcebispo preside hoje Missa do Crisma na Catedral Metropolitana

Publicada em 10/06/2021 às 19:18
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Transferida de sua data habitual durante a Semana Santa, diante de novas medidas mais enérgicas de distanciamento social por conta de outra onda de Covid-19, a Arquidiocese de Sorocaba agendou para a manhã desta sexta feira, 11 de junho, às 10 horas, na Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Ponte, a celebração da Missa do Crisma’2021, coincidindo assim, neste ano, com a festa litúrgica em honra do Sagrado Coração de Jesus e com o Dia Mundial de Orações pela Santificação do Clero. A celebração anual, também chamada ‘Missa dos Santos Óleos’, é presidida pelo arcebispo metropolitano, dom Julio Endi Akamine, SAC, e concelebrada por todo o clero.

Na Missa dos Santos Óleos, como explica o vigário-geral da Arquidiocese, padre Manoel César de Camargo Júnior, também titular da Paróquia de Santa Rita de Cássia, em Vila Santana, o Arcebispo abençoa os óleos dos catecúmenos e dos enfermos e consagra o óleo do Santo Crisma que são utilizados durante os meses que se seguem até a próxima cerimônia em todas as paróquias da cidade e da região arquidiocesana na administração dos Sacramentos. É ainda um momento especial de renovação das promessas sacerdotais dos padres que por aqui trabalham pastoralmente, sendo também chamada de ‘Missa da Unidade’, expressando a comunhão diocesana em torno do Mistério Pascal de Cristo.

Por conta ainda da pandemia, esta missa não será aberta ao público, ficando restrita somente aos sacerdotes. Contudo, todos poderão acompanhá-la remotamente, com retransmissão ao vivo pela TVCom, o canal 8 da NET, assim como pelo Facebook da Catedral Metropolitana e de outros canais virtuais e redes sociais ligadas à Arquidiocese. A última Missa dos Santos Óleos celebrada presencialmente em Sorocaba foi em 2019; o ano passado, também diante da chegada da pandemia do novo coronavírus, ela teve que ser transferida da Semana Santa, acontecendo no mesmo formato de hoje no dia 4 de agosto, coincidindo com a memória de São Batista Maria Vianney, patrono do clero e Dia do Padre.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar