Sábado, 19 de Junho de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< Queda de preço de alimentos contribui para com cesta básica pouco mais barata em maio

Publicada em 08/06/2021 às 19:54
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: Divulgação)

O Laboratrio de Cincias Sociais Aplicadas da Universidade de Sorocaba (Uniso) divulgou, na tarde desta tera-feira (8), os dados referentes Cesta Bsica Sorocabana em maio, quando comparado com o mesmo ms do ano anterior (maio/2020) teve um aumento de 28,2%, ou seja, R$ 205,84 pagos a mais pelo consumidor, porm comparado com o ms anterior (abril/2021) apresentou uma queda de -0,32%, passando de R$ 939,05 para R$ 936,00, ou seja, R$ 3,05 pagos a menos. O grupo ?Alimentao? (-0,57%) contribuiu decisivamente para com essa ligeira queda, depois da alta de 4,15% em abril, como destacaram os professores Lincoln Diogo Lima, coordenador da pesquisa, e Renato Vaz Garcia, coordenador do Laboratrio de Cincias Sociais Aplicadas da Uniso. Produtos de limpeza subiram 3,49% e de higiene pessoal, 0,16%.

Dos 34 itens pesquisados na Cesta Bsica Sorocabana, 15 deles apresentaram queda no preo no ms passado. Entre os itens que apontaram maior queda no grupo ?Alimentao?, a cebola (-25,5%), passou de R$ 5,68/kg para R$ 4,23/kg, seguida da batata (-24,4%), de R$ 5,43/kg em abril para R$ 4,11/kg em maio. Os principais fatores que contriburam para essa queda foram o aumento da oferta e a demanda mais fraca. Mesmo a cebola apresentando quedas consecutivas de preo desde maro, o bulbo ainda apresenta, no entanto, alta acumulada no ano de 3,4%. J a batata apresenta queda acumulada de -37,8% em 2021, com quatro quedas de preo entre janeiro e maio.

Em terceiro lugar, est o leite longa vida (-6,5%), passando de R$ 4,14/l para R$ 3,87/l. a primeira vez, desde 2012, que o leite apresentou queda de preo em maio, diante da baixa demanda, provavelmente devido diminuio do poder de compra do brasileiro - no ano, apresenta queda acumulada de 11,4%. A muarela fatiada tambm est entre os itens que apontaram maiores quedas de preo (-4,2%), passando de R$ 47,51/kg em abril para R$ 45,51/kg em maio. A queda no preo do leite e a baixa procura pelo produto foram fatores decisivos para tal queda.

Por outro lado, o item que apresentou o maior aumento de preo foi o alho (23%), passando de R$ 5,07/200g para R$ 6,23 em maio. A falta de chuvas em grandes regies produtoras no perodo de plantio contribuiu para a reduo da rea plantada e, consequentemente, afetou negativamente a oferta - no ano, o alho o item que apresenta a maior alta acumulada (27,5%). Em seguida, est o extrato de tomate com alta de 19,8%, cotado a R$ 3,68 (370g) em maio, ante R$ 3,07 em abril. Em terceiro lugar, foram os ovos que mais aumentaram de preo (6,5%), passando de R$ 8,18/1dz para R$ 8,71 em maio. Entre os principais fatores para essa escalada esto o aumento do custo da rao e a substituio por parte do consumidor de protenas de origem animal mais caras, como as carnes, por protenas mais baratas, como ovos. Tambm apresentaram os maiores aumentos, em maio, o sabo em barra (6,2%) e o acar refinado (5,3%).

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar