Sexta-Feira, 18 de Junho de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Impactos da pandemia e do desemprego

Publicada em 26/05/2021 às 16:35
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O que vem se constatando ao longo deste ano, quando se acentuaram os impactos do novo Coronavírus, do desemprego que segue em frente, do custo de vida em alta, das aulas que não voltam ao normal, da efervescência política motivada pela CPI da Pandemia e das ameaças das novas variantes da doença, é que as pessoas vão ficando cada vez mais sufocadas e desanimadas com a falta de perspectivas de o Brasil retomar a economia perdida e passar a trilhar o caminho do desenvolvimento há muito estagnado. Em razão de tudo isso, além da violência que vai se expandindo cada vez mais pelas grandes cidades do País, muitas empresas e um número expressivo de famílias estão procurando mudar para o interior em busca de um custo de vida menor e de mais tranquilidade para viver com a família. Basta verificar que a construção civil atravessa um bom momento, procurando dinamizar suas atividades em Sorocaba e em outros municípios do Estado de Säo Paulo, onde são inúmeros os lançamentos de grandes edificações. De um modo geral, com a expansão do "home office" e o bem-estar que muitos municípios proporcionam em termos de saúde e educação, acaba ficando mais fácil a transferência de muitas atividades para o interior paulista.
 
"A vacinação em massa não pode ficar para depois, pois só assim será possível estancar o número de infectados e de mortos, garantindo perspectivas favoráveis para os brasileiros em geral"
 
O fato é que em meio a tantos desgastes que hoje em dia afetam a vida de todo mundo, há que se acreditar que, com a vacinação contra a Covid-19, que deverá duplicar-se até o final deste ano, certamente tudo haverá de melhorar a partir de 2021, trazendo de volta a evolução econômica de que o Brasil tanto precisa. Há que se levar em conta que, com os transtornos que a situação atual vai causando a todos, alguma coisa de urgente precisa ser feita para que tudo não continue a piorar ainda mais. Os jovens, por exemplo, que precisam contribuir com a renda familiar ou, até mesmo, garantir a própria subsistência, precisam encontrar mais oportunidades no mercado de trabalho caso contrário isso poderá levar muitos a abandonar os estudos e avançar pelos piores caminho da vida. 
O que falta, na verdade, é justamente o fantasma da doença e do desemprego deixar de provocar tantos impactos negativos na vida de cada pessoa. Daí a importância de toda a população procurar viver com os pés no chão e fazer a sua parte para que as coisas não continuem a se complicar cada vez mais e possam voltar ao normal o quanto antes. Da mesma forma, as reformas administrativa e tributária precisam ser aprovadas de maneira definitiva ainda em 2021. O ideal, portanto, diante de tudo o que vem ocorrendo de pior no País, é a vacinação em massa não ficar para depois, pois só assim será possível estancar o número de infectados e de mortos, garantindo, dessa maneira, novas perspectivas para os brasileiros em geral. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar