Sábado, 19 de Junho de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Falta uma linguagem única contra a doença

Publicada em 20/05/2021 às 18:05
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Apesar de ter se verificado uma ligeira queda nos índices do avanço do novo coronavírus por todo o Brasil em alguns dias de maio, inclusive com a volta de quase todas as atividades profissionais, o fato é que a situação ainda continua grave, tornando-se cada vez mais necessário e urgente que os governantes, políticos e autoridades que atuam na área da saúde, além de toda a população brasileira, façam o que deve ser feito para que a pandemia possa retroceder a níveis menos alarmantes. Depois de todas as incertezas que aumentaram ao longo deste ano, chegou-se a um ponto em que as respostas de combate á doença devem também ser muito mais consistentes. Embora a taxa de contágio parece ter se manifestado numa fase de aparente declínio, com as internações estando sob controle na maioria dos Estados brasileiros, qualquer descuido pode fazer com que as complicações continuem a atormentar a vida de todo mundo.

Há que se atentar para o fato de, nos últimos meses, os óbitos e os novos casos terem atingido pessoas de todas as idades, independentemente de profissão ou de classe social. Claro que o comércio e a indústria precisam desenvolver suas atividades normais para fazer frente ás dificuldades financeiras, mas o fato é que o cuidado com a vida precisa caminhar à frente de tudo. E isso só será possível com o aumento dos cuidados que cada pessoa precisa ter para manter a necessária distância dos impactos nocivos que a covid-19 proporciona. Por mais que nem todos concordem, é preciso que o poder público seja incisivo nas ações em setores que efetivamente tenham maior potencial de contágio pela doença.

"O momento é de uma linguagem única para que todos possam discutir com responsabilidade tudo aquilo que seja de extremo interesse para o Brasil"      

Antes de mais nada, o governo precisa facilitar muito mais a vacinação em massa de todos os brasileiros, pois só assim é que o contágio poderá ser reduzido de maneira substancial em todo o País. Enquanto essa providência não for colocada em prática com mais eficiência tudo continuará complicado demais para os brasileiros em geral. Sabe-se que fazer arremedos de restrições, beneficiando algumas atividades profissionais e prejudicando outras, certamente não vai barrar a circulação do vírus. Fechar esta ou aquela parte do comércio e tolerar aglomerações por todos os lados não significa nada de melhor. As autoridades e cada pessoa precisam ter absoluta consciência a respeito disso.

O que não pode prevalecer são os projetos políticos de quem quer que seja para as eleições de 2022. Ao contrário, o momento é de uma linguagem única em favor do Brasil. Todos precisam se reunir em torno de uma mesa e discutir com responsabilidade tudo aquilo que seja de extremo interesse para a sociedade brasileira sair da triste situação em que se encontra.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar