Sábado, 19 de Junho de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Imunização contra a gripe

Publicada em 05/05/2021 às 19:18
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Apesar de hoje em dia a preocupação de todo mundo é se proteger de forma correta contra o avanço do novo coronavírus, que já provocou quase 420 mil vítimas fatais no Brasil desde março do ano passado, nunca é demais lembrar, também, da campanha nacional de vacinação contra a gripe que está sendo desenvolvida em parceria com as secretarias estaduais e municipais de todo o País. Tanto o Ministério da Saúde como a Sociedade Brasileira de Infectologia lembram que a vacina é segura e pode reduzir em até 45% o número de internações por pneumonia e em até 75% a mortandade por complicações da gripe. A cada ano, estima-se que o impacto positivo da imunização tem condições de prevenir cerca de três milhões de mortes em todo o mundo.

Segundo orientação do governo do Estado, a campanha vai até o dia 9 de julho, sendo que em Sorocaba a aplicação está sendo feita das 8 ás 16 horas em 25 unidades de saúde existentes em vários bairros. Até o dia 10 deste mês estão sendo vacinadas crianças de 6 meses até menores de 6 anos de idade, além de gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indígenas e profissionais da saúde. Já a partir do dia 11 poderão ser vacinados idosos de 60 anos ou mais. É importante lembrar que as pessoas que vão se vacinar contra a covid-19 devem aguardar um intervalo de 14 dias entre uma e outra.

Sempre é bom saber que, de um modo geral, todos os tipos de vacinas já ajudaram a erradicar a varíola, a reduzir de maneira significativa doenças infantis transmissíveis, como a difteria, e também permitiram a eliminação da poliomielite praticamente em todas aas partes do mundo, principalmente com a colaboração do Rotary Internacional, cuja atuação nessa área desde 1985 sempre foi marcante em todo o planeta, inclusive no Brasil.

"O que se recomenda é que ninguém deixe de comparecer a algum posto de saúde da cidade para receber a vacina contra a gripe"

É preciso esclarecer que o vírus influenza presente na vacina da gripe é inativado, ou seja, se uma pessoa ficar gripada alguns dias após ser vacinada é provavelmente em razão de já ter sido infectada antes de receber a dose. Por isso mesmo é que os órgãos de saúde que atuam na campanha fazem questão de desvendar mitos e corrigir uma série de crendices populares incorretas e que levam a recusas de vacinas sem nenhum embasamento científico, comportamento que acaba expondo a população a riscos. Da mesma forma, de acordo com os médicos, outra possibilidade é que a pessoa tenha sido infectada por outro tipo de vírus não presente na composição da vacina.

Neste momento, é natural que a vacinação em massa contra a covid-19 seja a principal preocupação de toda a humanidade. Não se pode esquecer, porém, que a gripe é considerada uma das doenças infecciosas que mais preocupam as autoridades sanitárias do mundo todo. Recorda-se que, no último século, ocorreram três pandemias responsáveis por quase 50 milhões de mortes, além de problemas sociais e perdas econômicas. Foram elas: a gripe espanhola (1918), a gripe asiática (1957) e a gripe de Hong Kong (1968).

Diante de tudo isso, o que se recomenda é que ninguém deixe de comparecer a algum posto de saúde até o mês de julho para receber a vacina contra a gripe.     

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar