Segunda-Feira, 24 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SAÚDE Clínica vai doar procedimentos de micropigmentação paramédica a sorocabanas que enfrentaram o câncer

Publicada em 29/09/2016 às 06:48
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
A Clínica Vanessa Silveira, rede pioneira em Micropigmentação Paramédica e Estética no Brasil, vai doar procedimentos para desenho de aréolas e correção de sobrancelhas, para mulheres de Sorocaba que enfrentaram o câncer. Na ação, nomeada de Sexta Solidária, os tratamentos serão destinados a mulheres que tenham realizado a mastectomia (cirurgia para retirada das mamas) ou que apresentem falhas nas sobrancelhas após quimioterapia. O evento para agendamento dos procedimentos acontece nesta sexta-feira (30), das 8 às 16 horas, à avenida Barão de Tatuí, 575 – Sala 1, no Jardim Vergueiro.
 
A iniciativa foi criada pelas irmãs sorocabanas Leila Ferreira e Leiva Ferreira, empreendedoras à frente da Clínica Vanessa Silveira, que decidiram ajudar mulheres que passaram pelo tratamento de câncer. “Quando descobrimos a micropigmentação paramédica ficamos encantadas, pois essa técnica é capaz de mudar drasticamente a vida das mulheres que retiraram as mamas”, comenta Leila.
 
O CÂNCER DE MAMA - O câncer de mama é um dos tipos da doença que mais mata mulheres no Brasil e mais de 57 mil mulheres brasileiras deverão receber um diagnóstico de câncer de mama, até o final deste ano (57.960), segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer “José Alencar Gomes da Silva” (Inca). Muitas delas deverão passar pela mastectomia. Dados da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) indicam que cerca de 30 mil mulheres realizam esse tipo de cirurgia anualmente no País e que entre 5% a 10% delas passam pela mastectomia bilateral, em que é necessária a retirada das duas mamas.
 
“A Micropigmentação Paramédica é capaz de desenhar com perfeição aréolas e fios de sobrancelhas, pois o procedimento deposita pigmentos em uma perspectiva que simula o efeito de projeção 3D, proporcionando a sensação visual de profundidade”, explica Vanessa Silveira, dermopigmentadora que trouxe o procedimento para o Brasil.
 
Embora o procedimento de recuperação pós-mastectomia seja garantido por lei, nem todas as mulheres se submetem a uma cirurgia para reconstruir o complexo com pele enxertada de outras partes do corpo, pois muitas preferem optar pela micropigmentação 3D de aréolas. “Esse procedimento tem ajudado muitas mulheres, que se recusam a passar por outro procedimento cirúrgico, resgatando a auto-estima de cada uma”, acrescenta Leiva. A técnica que desenha aréolas custa R$ 1.320, já o procedimento para correção de falhas nas sobrancelhas tem valor de R$ 594, mas ambos serão oferecidos gratuitamente na campanha.
 
As candidatas a participarem da iniciativa da rede devem levar documentos médicos que comprovem a realização de cirurgia e tratamento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e um documento com foto. A expectativa da rede é realizar, em Sorocaba, cerca de 50 procedimentos ao longo de 12 meses. Apenas mulheres que já passaram pela quimioterapia podem se submeter à técnica, pois a micropigmentação não é indicada para quem ainda está em fase de tratamento.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar