Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< POLÍTICA Aliados vão apresentar questões de ordem para suspender sessão

Publicada em 09/08/2016 às 06:37
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O líder do PT no Senado, Humberto Costa, afirmou ontem que os aliados da presidente afastada, Dilma Rousseff, vão apresentar 11 questões de ordem para tentar suspender a sessão da Casa desta terça-feira (9), que votará a pronúncia da petista. Eles devem pedir ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, a anulação do processo de impeachment de Dilma. 
 
O argumento principal é de que não se pode afastar definitivamente Dilma após a divulgação pela revista “Veja” de que o empresário Marcelo Bahia Odebrecht declarou, em delação premiada à força-tarefa da “Operação Lava-Jato”, ter repassado R$ 10 milhões em dinheiro vivo ao PMDB, a pedido do presidente em exercício Michel Temer. O líder petista defendeu que, ao menos, suspenda-se a sessão de pronúncia. 
 
Ele disse, ainda, que, nas questões de ordem, também vai se pedir mais prazo para que peritos do Senado pronunciem-se sobre, por exemplo, a inexistência das pedaladas fiscais. Ele afirmou esperar que Lewandowski, que vai presidir a sessão de pronúncia, acolha os pedidos que serão apresentados pelos aliados de Dilma. Ainda assim, Costa reconheceu que Dilma não tem votos suficientes para impedir a aprovação da sentença.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar