Segunda-Feira, 17 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDUCAÇÃO Alunos podem aprender inglês nos últimos dias de férias em casa

Publicada em 27/07/2016 às 06:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Nestes últimos dias de férias, alunos e ex-alunos da Secretaria da Educação do Estado podem aproveitar o tempo livre para descansar e também para aprender um novo idioma. A Escola Virtual de Programas Educacionais mantém no ar a programação dos cursos online de inglês. Para acessar, basta informar o registro do aluno (R.A.) no site da plataforma (http://www.educacao.sp.gov.br/evesp/cursos/).
 
O programa é interativo e utiliza a linguagem de games e aulas compostas por vídeos. O curso de inglês está organizado em oito módulos, e cada um tem a duração de duas semanas (dez horas), totalizando 16 semanas ininterruptas. 
 
A pasta também mantém uma versão exclusiva para o acesso de todos os estudantes com deficiência. Para que eles tenham participação garantida, foi desenvolvido um módulo com recursos de acessibilidade em todo o conteúdo, inclusive nos vídeos e fotos, com audiodescrição, para as pessoas cegas e com baixa visão, e legenda e janelas de Libras (Língua Brasileira de Sinais), voltado aos surdos e com deficiência auditiva.
 
"O curso de idiomas online permite que o aluno monte sua agenda e estude de acordo com o tempo livre. A plataforma pode ser acessada de qualquer computador e a qualquer horário", afirma a coordenadora da Escola Virtual de Programas Educacionais da Secretaria, Ana Carolina Lafemina. 
 
A Escola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo foi criada com a finalidade de oferecer programas educacionais regulares, especiais e de capacitação em situações que requeiram atendimentos a necessidades de grupos específicos da população. Atualmente, a plataforma conta com nove cursos diferentes para alunos e ex-alunos da rede estadual de ensino.
 
 
Cidade registra 100% no número 
de escolas estaduais com grêmio 
 
Os estudantes da rede estadual conquistaram ainda mais espaço na gestão democrática das escolas de São Paulo. Levantamento feito pela Secretaria da Educação do Estado mostra que o número de grêmios é hoje 45% maior em relação ao ano letivo de 2015. Em Sorocaba, com 84 unidades educacionais, todas as escolas têm um grêmio, segundo a pasta. O aumento é, entre outros motivos, resultado do primeiro pleito unificado em abril. De acordo com a pesquisa, 4.515 unidades têm representantes eleitos pela maioria e em voto direto. 
 
O anúncio da eleição simultânea em todo o Estado foi feito pelo secretário José Renato Nalini na volta às aulas do primeiro semestre. Desde então, cada unidade teve autonomia para convocar a assembleia geral e elaborar o estatuto gremista. Também foi de responsabilidade das escolas acompanhar o processo de votação. O uso da tecnologia foi outro destaque, ou seja, 25% aderiram aos meios digitais. Foram utilizados programas de computador, Google Drive e até urna eletrônica cedida por cartório eleitoral.
 
De acordo o estatuto escolar, as chapas devem ser formadas por representantes de cada ciclo atendido pela unidade como o Fundamental Anos Iniciais e Finais; ou Médio. A orientação da Secretaria é que o grêmio elabore propostas, organize e sugira atividades para a escola. As agremiações têm, também, direito de participar da organização do calendário e devem articular e negociar os interesses junto à direção escolar.
 
As novas chapas eleitas já começaram a colocar em prática boa parte das promessas de campanha. Os projetos vão desde ações de leitura, criação de uma rádio, até a construção de bicicletários. A orientação da Secretaria da Educação é que as propostas tenham espaço dentro das unidades e repercutam de forma positiva na rotina de estudantes e professores. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar