Segunda-Feira, 24 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SAÚDE Confirmado: não há mais vacinas contra gripe nas UBSs

Publicada em 16/06/2016 às 06:13
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
A Secretaria da Saúde do Município confirmou ontem (15), logo no meio da manhã, que, conforme as expectativas, acabaram as doses remanescentes de vacina contra a gripe nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Sorocaba. Como a cobertura dos grupos de risco da campanha foi atingida, desde terça-feira (15) houve a liberação das 8 mil doses excedentes para a população em geral, mas estas terminaram em questão de horas, devido à grande procura, em muitas UBSs e ontem cedo em todas.
 
Através de nota da assessoria de imprensa da Prefeitura, a Secretaria da Saúde esclareceu ainda, por outro lado, que não há previsão de recebimento pelo Município de novas doses, cujo repasse cabe ao Ministério da Saúde, via Secretaria de Estado da Saúde. As UBSs mantêm apenas uma reserva de vacinas, em quantidade limitada, exclusivamente para atender gestantes e crianças que também fazem parte do público-alvo da campanha e necessitam receber, agora, a segunda dose.
 
COBRANÇAS NA CÂMARA – Por outro lado, diante do esgotamento em poucas horas do estoque de vacinas contra a gripe nas unidades de saúde, deixando sem elas milhares de pessoas em Sorocaba ontem, o vereador Rodrigo Manga (DEM) imediatamente protocolou requerimento na secretaria da Câmara, cobrando informações da Prefeitura em relação à escassez.  A informação, segundo Manga, era de que a população teria acesso à vacina contra a gripe a partir do dia 14, terça-feira, em todas as 31 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Município. “Mas os sorocabanos vêm reclamando da falta da vacina e de informação, pois as UBSs não estariam nem fornecendo informações por telefone sobre a disponibilidade da vacina e, por consequência, muitos munícipes se deslocam até as referidas UBSs de forma inócua, gerando perda de tempo e gastos. É inadmissível essa falta de organização: divulgar a disponibilidade da vacina e depois a população não encontrar", enfatiza Manga.
 
Em seu requerimento, o vereador quer saber do prefeito Antônio Carlos Pannunzio (PSDB) se houve realmente falta de vacina nas UBSs para a população sorocabana. Caso positivo, quando será sanado o problema e por que as UBSs não passam informações por telefone aos munícipes, evitando desta forma maiores desgastes de tempo e dinheiro.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar