Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SAÚDE Saúde busca crianças que não tomaram 2ª dose contra gripe Índice de imunização chega a 104,45%, com mais de 130 mil vacinas aplicadas na Cidade

Publicada em 11/06/2016 às 02:02
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Secom)
Crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias, são alvos da Secretaria da Saúde para que tomem a segunda dose da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe e estejam imunizadas contra o vírus Influenza. A força-tarefa está programada até o dia 17. O grupo das gestantes é o único que ainda não atingiu a meta do Ministério da Saúde. 
 
A supervisora da área da Divisão de Vigilância Epidemiológica da pasta, Daniela Malaquias, explica que a segunda dose nas crianças é aplicada 30 dias após a primeira. Segundo ela, há a necessidade de complementar a vacinação. Os moldes da busca ativa, afirma, vão ficar a critério de cada uma das 31 Unidades Básicas de Saúde. 
 
Ela acredita, porém, que as principais formas de identificação serão a partir do cartão-aparelho de controle da unidade e pelo mapa de vacinação. Segundo a Divisão, não haverá falta de doses nas unidades para imunizar as pessoas que fazem parte desse e demais grupos de risco cobertos pela campanha. 
 
Daniela destaca que as doses já estão disponíveis nas unidades. Por conta do apagão do início da semana, as vacinas chegaram a ser retiradas dos postos e levadas à central de Rede de Frio, da Divisão. A medida foi preventiva para evitar que as doses estragassem por falta de armazenamento na temperatura ideal.
 
NÚMEROS – A Divisão divulgou novo boletim, no fim da tarde de quinta-feira (9), com os números atualizados referentes à vacinação no município. Os dados consideram as doses aplicadas de 30 de abril a 8 deste mês. No geral, o índice de imunização chegou a 104,45%, com um total de 132.053 doses aplicadas. 
 
As gestantes chegaram a 5.217 imunizações, representando 76,50% do total de mulheres estimadas para esse grupo. Por isso, a supervisora da área da Divisão afirma que a busca ativa por esse público-alvo também continua nas 31 unidades de saúde. Quanto às crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, a cobertura foi de 104,07%, com 37.080 doses. 
 
Os adultos com mais de 60 anos são os que mais procuraram por vacinas, mostra o boletim. Foram imunizadas 71.855 pessoas desse grupo, representando 109,03% da população estimada. Depois, estão as puérperas, com 1.184 (105,62%) doses aplicadas, e trabalhadores da saúde, com 17.207 (101,53%). 
 
O boletim também lista as doses aplicadas nas pessoas que não compõem os grupos de risco oficiais, mas que são atendidos pela campanha. Foram 29.723 vacinas para portadores de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas, 3.964 à população privada de liberdade e 566 para funcionários do sistema prisional. 
 
MUDANÇA - A Campanha Nacional de Multivacinação, prevista para começar hoje, com o Dia D, foi adiada para o segundo semestre pelo Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde. A justificativa, em comunicado assinado pela coordenadora do Programa, Carla Magda Domingues, foi enviada no fim de maio à Secretaria de Saúde. 
 
Conforme o documento, a Campanha Nacional de Multivacinação e a Campanha Nacional contra a Poliomielite serão concomitantemente, em data que será comunicada posteriormente. “Ainda não recebemos retorno do Ministério da Saúde com essa nova definição”, declara Daniela. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar