Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< POLÍCIA Traficante que levava cocaína para a Capital é preso perto de Sorocaba

Publicada em 25/05/2016 às 06:09
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Divulgação)
Um traficante de drogas foi preso na Rodovia Castello Branco ontem de manhã, com aproximadamente um quilo de cocaína; ele viajava em um ônibus na Castelo Branco, perto de Sorocaba. Parado por uma patrulha da Polícia Rodoviária na altura do quilômetro 74, em uma fiscalização de rotina, o ônibus foi revistado. Os policiais verificaram o veículo e os passageiros por volta das 11 horas. O infrator, de 49 anos, carregava seis pacotes de cocaína.
 
Uma mulher também foi detida com 100 comprimidos abortivos em outro veículo durante a mesma fiscalização. Segundo informações da Polícia Rodoviária, o homem, que já tem passagens por tráfico de drogas no Mato Grosso do Sul, tentou esconder a cocaína entre os assentos e no encosto do banco.
 
A cocaína estava embalada em papel carbono e filme plástico, um método usado para tentar escapar de equipamentos de raio X. O criminoso, que não teve identidade divulgada, disse que ia entregar a cocaína na zona norte da Capital paulista. O ônibus é de uma linha interestadual, da Viação Motta, e partiu da cidade de Nova Alvorada do Sul, Mato Grosso do Sul, para São Paulo, Capital. 
 
O homem, que é reincidente no tráfico de drogas, foi levado pelos militares rodoviários para a sede da Polícia Federal de Sorocaba, onde seria indiciado e preso.
 
A mulher com remédios abortivos viajava em um ônibus que vinha de Foz do Iguaçu, do Paraná, e tinha como destino a cidade de São Paulo. Ela escondeu as cartelas com os comprimidos junto ao corpo em uma cinta modeladora. Como o traficante, também foi levada para a delegacia da Polícia Federal, onde foi indiciada.
 
 
Quase 10 toneladas de maconha
apreendidas na Raposo Tavares
 
Um carregamento de 9,6 toneladas de maconha foi apreendido pela polícia no fim de semana, escondido em meio a uma carga de soja, em um caminhão que trafegava pela Rodovia Raposo Tavares. O motorista que transportava a droga no caminhão foi preso em flagrante.
 
Uma equipe do 2º Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv) viu um caminhão Volvo, de cor branca, parado no acostamento da rodovia, na altura do quilômetro 309. Como o veículo parecia quebrado, os PMs pararam para prestar apoio ao motorista. 
 
Em seguida, os policiais notaram que o motorista parecia nervoso e desconfiaram da carga que ele estava transportando. Então, a equipe resolveu revistar a carroceria do caminhão, onde encontrou 9.640 quilos de maconha escondidos no meio de uma carga de soja.
 
Após a descoberta, o homem de 41 anos assumiu que ganharia uma quantia em dinheiro para levar o entorpecente ao município do Guarujá, litoral sul de São Paulo. O entorpecente, a carga de soja e o caminhão foram apreendidos. A substância ilícita passará por perícia do Instituto de Criminalística (IC). O motorista foi detido e permanece à disposição da Justiça.
 
A Polícia Civil registrou o caso como tráfico de drogas, na Delegacia de Piraju (SP).
 
Rota de drogas seguem 
percursos interestaduais
 
A polícia tem apreendido frequentemente grande quantidades de drogas nas rodovias Castello Branco (SP 280) e Raposo Tavares, principalmente por serem vias de acesso entre cidades que se ligam às interestaduais. Muitos dos traficantes utilizam essas rotas para transportar os entorpecentes que trazem de Foz do Iguaçu (PR), de onde podem chegar à Capital paulista ou ao Rio de Janeiro também.
 
Há muitos casos que saem do Mato Grosso do Sul, e até para Minas Gerais, como foi o caso de um adolescente de 17 anos, flagrado no último dia 3 na Castelo Branco, na altura do quilômetro 248, com 17 tijolos de maconha. Ele tinha saído da cidade de Assunción, no Paraguai, e informou ter adquirido a droga em Cidade Del Leste, pela quantia de R$ 1.400. A maconha abasteceria o tráfico de drogas na cidade de Sete Lagoas, em Minas Gerais. 
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar