Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< POLÍCIA Trio de ladrões de banco é preso na Capital

Publicada em 29/04/2016 às 07:04
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Três homens acusados de participar de uma tentativa de roubo a uma agência bancária localizada na Avenida Maria Coelho de Aguiar, Jardim São Luís, zona sul da Capital paulista, foram presos pela Polícia Militar, com o crime em andamento, no fim da tarde de anteontem. Integrantes do 1° Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) foram informados sobre o assalto e se dirigiram para o local. Três homens armados haviam entrado na agência e rendido o gerente e os seguranças.
 
A equipe chegou ao banco logo depois que o trio tinha recolhido o dinheiro dos caixas eletrônicos. Na agência, os policiais prenderam dois dos assaltantes – de 32 e 41 anos – que apontaram os locais onde haviam deixado as armas. O terceiro criminoso, um ajudante de 38 anos, foi detido após negociação. Ele foi encontrado na parte detrás dos caixas eletrônicos, fazendo dois funcionários da agência bancária reféns.
 
Com o ajudante, estavam R$ 163.420,00 retirados dos caixas, uma pistola de calibre 380 e dois revólveres de calibre 38 dos vigilantes da agência. Ainda foi recuperado mais um revólver de outro segurança. Também foram recolhidos uma pistola e outro revólver utilizados pelos assaltantes, assim como uma mochila, uma pasta, quatro celulares e dois bonés pertencentes aos suspeitos. As armas estão sendo periciadas pelo Instituto de Criminalística (IC). Os revólveres dos vigilantes serão devolvidos.
 
Últimos ataques em Sorocaba foram 
sábado passado e dia 22 de fevereiro
 
O último ataque contra bancos em Sorocaba foi na madrugada de sábado. Ladrões renderam funcionários do shopping center “Granja Olga”. Eles estouram um caixa automático com o uso de maçaricos e fizeram funcionários reféns sob a ameaça de armas de fogo.
 
O estabelecimento, localizado na Avenida São Paulo, ficou sob ataque de dois criminosos por aproximadamente quatro horas. O valor do dinheiro levado pelos criminosos não foi divulgado. Uma arma de fogo, de calibre 38, e um colete a prova de balas, de propriedade de um dos vigilantes, também foram roubados. A Polícia Civil investiga o caso, e não conta com as imagens do circuito de segurança, pois os bandidos levaram o DVD e o aparelho.
 
Antes desse assalto, o último registro na cidade foi no dia 22 de fevereiro, quando uma quadrilha explodiu os caixas de um banco na Avenida Itavuvu. Os bandidos deixaram um explosivo para trás e o Grupo de Ações Táticas – Gate, da Capital, teve de ser acionada para desarmar e explodir a bomba com segurança.
 
Em relação a criminosos que explodem bancos, Rafael Rodrigues Lopes Júnior, vulgo "Minhoca", foi morto a tiros em um confronto com a Polícia Militar, na cidade de Votorantim, na madrugada de quarta-feira. Ela era conhecido no meio policial como um bandido que participava de quadrilhas que roubavam caixas eletrônicos. No carro que dirigia, um VW / Gol cinza, placas de Itu, a PM apreendeu quatro explosivos; um revólver calibre 38; 25 munições de calibre 556 e 10 munições de calibre 762, além de uma touca ninja e um canivete; e uma espingarda calibre 12, com quatro munições. Minhoca estava com um revólver Taurus calibre 380 e trocou tiros com a polícia antes de ser morto.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar