Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< POLÍCIA Contêiner de ácido quebra e 500 litros vazam em Votorantim

Publicada em 23/04/2016 às 00:42
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Divulgação/Bombeiros)
O vazamento de ácido clorídrico de um contêiner quebrado de uma empresa de controle de resíduos químicos mobilizou os bombeiros de Votorantim, na noite do feriado de Tiradentes. O incidente ocorreu no Parque São João, na mesma cidade. O produto produz diversos efeitos em suas diversas formas, e é considerado perigoso. Ninguém ficou ferido e os bombeiros tiveram apenas o trabalho de isolar o local e retirar o material; foram usados cinco viaturas e 14 homens na ação, que durou cerca de uma hora e meia.
 
Segundo informações do Corpo de Bombeiros, cerca de 500 litros de um total de 1.000 litros vazaram depois que o registro do contêiner estourou. O ácido clorídrico atingiu a rede de captação de água no local. Em reação com a água, o ácido criou uma névoa que encobriu o lugar. Não havia ninguém na rua no momento, pois as casas e comércios já estavam fechados.
 
A Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) foi acionada, e mandou uma equipe, que avaliou possíveis danos ambientais e as providências que deviam ser tomadas.
 
O ácido clorídrico é uma solução aquosa e queimante. Normalmente utilizado como reagente químico, pode ser usado, em diferentes formas, para a remoção de manchas resultantes da umidade em pisos e paredes de pedras, azulejos, tijolos e outros; também pode ser usado como reagente em laboratórios. Se for inalado, o gás clorídrico causa irritação e, em grande quantidade, pode até matar.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar