Segunda-Feira, 17 de Janeiro de 2022

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< REGIÃO Ações de prevenção reduzem 96% dos casos de dengue em Piedade

Publicada em 23/04/2016 às 00:39
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(AI/PMP)
O combate ao mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, é contínuo em Piedade. Prova disso são os dados extremamente significativos de redução de pacientes que contraíram a doença, divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde: houve uma queda de 96% dos casos, em comparação com o período de janeiro a março do ano passado.
 
Em 2015, a população com suspeita de dengue nesta época do ano em Piedade já atingia a marca de 265 pessoas e 105 confirmadas. Já em 2016, até o momento, são 57 notificações e apenas quatro casos registrados de dengue, sendo estes todos contraídos em outros municípios, provenientes de pacientes que trabalham, estudam ou mantém atividades rotineiras em cidades vizinhas, contraindo, assim, a doença fora do Município.
 
Para a Administração Municipal, a significativa redução nos casos é reflexo das diversas ações promovidas pela Prefeitura. A prefeita Maria Vicentina Godinho Pereira da Silva ressalta que essas ações também tiveram participação fundamental da população: “A luta contra a dengue é constante e é responsabilidade de todos. Os dados positivos comprovam que os piedadenses entenderam a gravidade do problema, auxiliando de forma fundamental para manter a doença longe”, conta a chefe do Executivo. “Nós intensificamos a Operação Cata-Treco, realizada mensalmente nos bairros com maior índice de focos de dengue, convocamos mutirões casa a casa em que tivemos o auxílio dos nossos servidores, de empresas privadas, instituições e de voluntários, trabalhamos o combate diário dos agentes de vetores e endemias, realizamos nebulizações em diversas localidades e ministramos palestras constantes nas escolas”, completa Maria Vicentina.
 
Segundo o setor de Vigilância Epidemiológica, os bairros da cidade com maior índice de focos de dengue são Bom Pastor, Butuca, Paulas e Mendes, Cotianos, Moreiras, Vila Amâncio, Pintos e Vila Moraes – locais onde se concentra também a maior parte das ações de prevenção. “Levamos também em consideração a estação do ano, a incidência de chuvas e o calor para planejar as atividades. Todo cuidado é pouco, considerando que uma simples tampinha de garrafa pet pode se transformar em um possível foco”, explica Alvair Ferreira, agente de saúde do Município.
 
AÇÕES PROSSEGUEM - A Secretaria de Saúde do Município informou, por outro lado, que continuará com as ações para que o ano sem epidemia permaneça em Piedade: “Buscamos manter os dados positivos e, para tanto, continuamos contando com o apoio da população para que ajude a eliminar os focos de criadouro de dengue em suas comunidades. São ações simples como manter tampados barris, caixas, lixeiras e outros recipientes que possam acumular água, encher os vasos das plantas com areia até a borda e limpar as calhas com frequência, entre outras medidas que ajudam – e muito”, explica Marli Rodrigues de Oliveira Raymundo, secretária municipal de Saúde.
 
Denúncias podem ser feitas diretamente na repartição administrativa do Ambulatório Médico e Odontológico de Piedade, no telefone: (15)3244.1228 ou à rua Antônio Leite de Oliveira, 100, no bairro Paulas e Mendes.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar