Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

Faltam medidas mais amplas

Publicada em 15/07/2019 às 19:08
Compartilhe:

Todos sabem que só a aprovação da nova Previdência pelo Congresso Nacional não vai tirar o Brasil do buraco em que se encontra. Sabe-se que a sua reformulação é importante, constituindo-se no primeiro passo para colocar o Brasil num novo patamar de desenvolvimento econômico e social, mas outras reformas também são igualmente relevantes na caminhada em busca do amanhä. Além de o presidente Jair Bolsonaro ter de levar mais a sério a missão de governar o País, deixando de lado tudo aquilo que nada tem a ver com as ações de um verdadeiro estadista, muitos obstáculos que emperram o crescimento sustentado brasileiro terão de ser removidos com urgência. Há que se investir fortemente, por exemplo, em educação, saúde, segurança, infraestrutura, aprovar outras reformas no Congresso e resolver os gargalos insuperáveis que ainda hoje, depois de tanto se falar a respeito, ainda continuam a desafiar a todos. Sem isso, novas oportunidades no mercado de trabalho continuarão extremamente difíceis.  
O fato é que não é de hoje que os problemas na área social, na economia e na política aparecem em todas as estatísticas e análises que são feitas por especialistas. Por isso mesmo, está na hora de o presidente da República arregaçar as mangas e usar o capital político tirado das urnas se quiser, de uma vez por todas, sem tanta conversa fiada, colocar o País definitivamente nos trilhos do desenvolvimento. Nunca é demais lembrar que só 25% dos brasileiros dominam a escrita, a leitura e a matemática para se expressar e entender o que está a sua volta no contexto econômico e tecnológico atual. São graves os problemas de falta de mão de obra qualificada que o Brasil tem de superar na busca pelo fortalecimento da economia. Sabe-se que no topo da lista de reclamações da indÚstria a falta de trabalhadores especializados é apontada como um dos principais problemas a ser enfrentados.
O que não pode é questões de menos importância, como a aprovação do filho do presidente da República para ser embaixador nos Estados Unidos, continuar atrapalhando aquilo de importante que o Brasil tem para resolver com urgência. A prova de que tudo continua muito complicado para engrenar está na dificuldade de se vislumbrar o futuro de maneira favorável. Infelizmente, por sua culpa, o presidente Jair Bolsonaro não está tendo condições de liderar como se deve os projetos de modernização do País. Apesar disso, a equipe econômica vem fazendo o que pode, mas a sinalização da recuperação necessária ainda é pequena, dependendo de medidas muito mais amplas para recuperar todo o tempo que o Brasil perdeu nos últimos quinze anos.