Terça-Feira, 27 de Outubro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

O Brasil que falta aos brasileiros

Publicada em 13/02/2020 às 19:10
Compartilhe:

Apesar de ser um país que passa por problemas de toda ordem e que näo param de incomodar e decepcionar os brasileiros, como o desemprego, a violência, a concentração de renda, as injustiças sociais, o transporte público deficiente e a corrupção desenfreada, entre outros, o potencial econômico do Brasil ainda permite que ele tenha condições de figurar entre as dez maiores forças econômicas do mundo. Se as circunstâncias fossem menos dramáticas para toda a população, com os governantes e políticos tendo mais responsabilidade e consciência para näo abusar tanto da paciência de toda a sociedade, certamente a Nação estaria num patamar mais alto e sendo muito melhor para todos. O que falta é mais seriedade e deixar o jogo do faz de conta de lado, buscando-se mudanças reais através da educação e do ensino profissionalizante. Sem isso, o caminho para frear o desemprego sempre será difícil demais para ser contornado.
 
O que falta é criar mais oportunidades e perspectivas de desenvolvimento para a camada mais jovem da população. Näo há como negar que a juventude hoje vê a escola pública como algo desinteressante nas mãos de políticos descompromissados e despreparados. O ensino público está cada vez mais defasado e a maioria da mocidade, infelizmente, näo tem a educação que deveria ter. Por isso mesmo, näo são poucos aqueles que são obrigados a pagar uma escola particular para obter um conhecimento melhor. 
 
O fato é que deveria existir uma educação de qualidade que pudesse gerar esperanças e oportunidades para todos. A escola deveria ser um lugar especial, sem a violência dos alunos, um lugar transformador e formador de opiniões. Infelizmente, porém, o Brasil sempre acaba acolhendo tudo aquilo que näo funciona, daí estar ocupando a rabeira todas as atividades profissionais. Em termos de ciência e tecnologia, os governantes preferem andar para trás, deixando o País muito distante do mundo civilizado e da inserção à modernidade. O fato é que o único caminho para desvendar o futuro é criar mecanismos que possam promover uma reviravolta nos conhecimentos, de tal maneira que todos possam garantir seus direitos à cidadania e o desenvolvimento do País. 
 
Sabe-se, por exemplo, que a desigualdade social só será reduzida quando existir políticas públicas inadiáveis voltadas para os brasileiros desprivilegiados. Há que se batalhar muito ainda para fazer retroceder esse estado de coisas, que näo permite o avanço de uma Nação de verdadeiro valor como todos esperam.