Domingo, 20 de Setembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

100% das cidades paulistas avançam na flexibilização

Publicada em 11/09/2020 às 16:09
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR

(Foto: Agência Brasil)

Na 121ª coletiva de imprensa e na 37ª semana epidemiológica, o Governo do Estado relatou hoje (11) a mais significativa melhora nas condições de saúde desde a implementação do Plano SP. “Pela primeira vez chegamos a 100% do território do estado na fase de flexibilização amarela da quarentena,” afirmou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

A entrevista de hoje no Palácio dos Bandeirantes contou com a presença do governador João Doria e dos Secretários de Saúde, Jean Gorinchteyn, Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, Agricultura, Gustavo Junqueira, além do coordenador e coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19, José Medina e João Gabbardo, respectivamente.

Todo o estado de SP avançou no combate à Covid-19 e de forma inédita todos os municípios alcançam a fase amarela do Plano SP.

As regiões de Franca e Ribeirão Preto em particular evoluíram positivamente com os investimentos do Executivo estadual em novos leitos hospitalares. “Quadriplicamos o número de leitos de UTI nas duas regiões, com investimentos de R$ 12 milhões”, observou Vinholi.

“Este avanço se deu graças a mobilização de todos os envolvidos, gestores municipais e estaduais e a sociedade como um todo”, completou Vinholi.

A melhoria nas condições das duas regiões também pode se materializar graças à queda acentuada no número tanto de óbitos como de internações motivadas pela Covid-19.

No total, foram mais de R$ 500 milhões investidos em novos leitos em todo o território estadual. Nenhum paulista ficou sem atendimento apropriado desde o início do processo.

Integrantes do Centro de Contingência informaram ainda que houve queda de 31% no número de casos, de 10% nas internações e de 19% nos índices de óbitos causados pela pandemia.

SP avança para a oitava semana seguida de queda nas internações. 52% é o índice ocupação de leitos de UTI no estado.

“A média móvel de óbitos caiu para 178 por dia, o que representa um indicador bastante positivo quanto à evolução da doença”, concluiu o coordenador-executivo do Centro de Contingência, Dr. João Gabbardo.