Domingo, 20 de Agosto de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

Fera na Selva é selecionado em festival

Publicada em 11/08/2017 às 18:08
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR

(Foto: Divulgação)
SOROCABANOS EM GRAMADO
 
O longa-metragem “Fera na Selva”, com os sorocabanos Eliane Giardini e Paulo Betti, filmado na Região, já começa sua carreira nos trilhos da sétima arte com um excelente pontapé: foi selecionado para o 45° Festival de Cinema de Gramado. O filme é uma livre adaptação da obra homônima do escritor norte-americano, naturalizado britânico, Henry James, e concorre com outros sete longas nacionais. O tradicional festival segue do dia 17 a 26 de agosto.
 
Diferente do habitual, as filmagens foram feitas fora do eixo Rio de Janeiro e São Paulo; a equipe passou por Sorocaba, Salto, Votorantim e Iperó. Entre os lugares que serviram de cenário, estão a Represa de Itupararanga, a Fazenda Ipanema, o Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (Ceunsp) e a Estação Ferroviária de Sorocaba. O trabalho envolveu mais de 600 pessoas, movimentou a economia local e descobriu e incentivou novos talentos.
 
Com roteiro instigante e sedutor, “A Fera na Selva” propõe uma reflexão sobre o tempo presente ao contar a história de um homem que vive de olho no futuro. Basicamente, é uma trama sobre amor incompreendido, já que o protagonista vive a vida esperando por algum acontecimento extraordinário para justificar sua existência. Ele não enxerga os sinais e o poder avassalador de algo que poderia realmente ter transformado sua vida, mas que acabou ficando em segundo plano, como uma fera à espreita na selva.
 
Há mais de 20 anos, Eliane Giardini e Paulo Betti desenvolveram forte ligação com a obra de Henry James ao encená-la no palco, quando ainda eram casados. Agora, separados e com a história nos cinemas, mantêm a sintonia na tela e oferecem diálogos inteligentes e introspecções que fazem o público refletir sobre expectativas próprias de vida. “A Fera na Selva” promete ser uma experiência surpreendente.