Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Preservação consciente

Publicada em 23/03/2021 às 18:19
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Neste mês em que se comemora o Dia Mundial da Água, dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) dão conta de que a cada 20 segundos uma criança morre no mundo em consequência de doenças relacionadas à falta de água potável, de saneamento básico e de condições higiênicas. Representantes de outros 20 organismos das Nações Unidas confirmam que quase 4 milhões de pessoas morrem por problemas relacionados ao fornecimento adequado da água. Não é de hoje, por exemplo, que a seca sempre passou impunemente pelo Nordeste brasileiro ceifando a vida de milhares e milhares de pessoas. O mesmo ocorre em várias partes do mundo, sem que as soluções correspondam como se deve ás expectativas da população mundial.                                 

No que diz respeito especificamente ao Brasil, dados do Ministério das Cidades e do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico mostram que cerca de 83% da população utilizam de água potável e apenas 46% dos brasileiros contam com a coleta de esgotos. Para piorar a situação, do total de esgoto gerado no País, menos de 40% recebem tratamento devido antes de ser despejado no meio ambiente, comprometendo muito mais a qualidade dos recursos hídricos. Tudo isso só contribui para o avanço de muitas doenças, favorecendo, inclusive, o avanço do novo coronavírus, cujas mortes vão se multiplicando praticamente todos os dias.                        

"Água comprometida nada mais significa do que qualidade de vida em perigo, além de enormes gastos dentro do contexto da saúde pública"      

Tudo que se observa atualmente não deixa de ser um círculo vicioso extremamente destrutivo. O esgoto não tratado ou clandestino deságua nos rios, lagoas e mananciais, além de contaminar o próprio lençol freático, contribuindo para degradar a qualidade da água. Ninguém deve esquecer da música de Tom Jobim que se refere ás águas de março como aquelas que ''fecham o verão'‘, funcionando como se fossem uma renovadora ''promessa de vida" .              

O fato é que a lição acaba sendo muito simples. A água é algo insubstituível, um elemento primordial para a existência da vida. Água comprometida nada mais significa do que qualidade de vida em perigo, além de enormes gastos dentro do contexto da saúde pública. Não atentar para isso, é comprometer seriamente o futuro de qualquer Nação, tornando-o praticamente inviável. Todos precisam atentar para isso e fazer a sua parte no que diz respeito à preservação dos recursos hídricos.         

Por tudo isso, não deixa de ser oportuna e necessária, por exemplo, a criação da nova Frente Parlamentar em defesa da represa de Itupararanga que a Câmara de Sorocaba, numa iniciativa da vereadora Iara Bernardi (PT) deve aprovar ainda nesta semana. Tudo que é feito para a preservação dos mananciais e do meio ambiente deve merecer o apoio de todos.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar