Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Modernização demorada

Publicada em 11/02/2021 às 19:51
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
De uma forma ou de outra, todos os brasileiros foram obrigados a assimilar que o Brasil passa por um período da história com muitas mortes e problemas de  saúde, econômicos e sociais, que transformaram como nunca a vida de muita gente. Na verdade, trata-se de uma situação imaginada por poucos, mas que também ocorreu em épocas passadas com epidemias como a peste negra, a peste bubônica, a gripe espanhola e outras mais que acabaram ceifando milhões de vidas em todo o mundo.
Em meio a tudo isso, os brasileiros mais velhos devem ter escutado, desde os tempos de criança, que este é o País do futuro, ideia que de tempos em tempos sempre é reforçada de maneira mais explícita, embora as expectativas nunca tenham se confirmado na prática. Analfabetismo, mortalidade infantil, violência sem fim, saúde precária, desemprego devastador e alimentação ineficiente são problemas que nunca deixaram de preocupar a todos. Mesmo assim, é bom frisar, houve uma melhora nessas áreas, principalmente com a ciência permitindo que muitas pandemias fossem superadas ao longo da história da humanidade com medicamentos, vacinas e mais higiene. Como sempre, porém, o problema é que o Brasil, apesar de todo o potencial que tem, evolui de forma vagarosa demais, o que não deixa de ser algo inadmissível. É inacreditável, por exemplo, que de uma hora para outra, em pleno século 21, tantas vidas preciosas tivessem se perdido de maneira irreversível em Manaus por falta de oxigênio, fato que deixou o mundo todo estarrecido. 
 
"Infelizmente, seja no Brasil ou em qualquer parte do mundo, com raras exceções, o avanço da ciência nunca é valorizado como se deve"
 
Infelizmente, seja no Brasil ou em qualquer parte do mundo, com raras exceções, o avanço da ciência nunca é valorizado como se deve. Basta verificar todas as contradições que ocorreram sobre as vacinas que começam a ser aplicadas no País contra a Covid-19, com muitos políticos defendendo com unhas e dentes seus interesses políticos. Dentro do contexto brasileiro, as privatizações, as mudanças tributárias e as tesouradas nos privilégios nunca deixaram de estar no debate das urgências para o Brasil acelerar seus passos e não ficar eternamente para trás. No entanto, tudo não passa de conversa fiada, comprometendo seriamente a modernização e melhores dias para a população em geral. 
É preciso enfatizar cada vez mais que, tanto para a ciência como para o atendimento à saúde pública no dia a dia, os orçamentos não podem se constituir em algo rígido por excelência, sob pena de comprometer a vida de muitas pessoas doentes. A falta de responsabilidade que caracterizou todas as mortes ocorridas em Manaus por falta de oxigênio é algo que não pode ocorrer jamais. Deixar alguém morrer por falta de ar é algo que não pode ficar sem uma resposta à altura por parte da Justiça brasileira. É o mínimo que a sociedade pode esperar das autoridades competentes. 
 

"Infelizmente, seja no Brasil ou em qualquer parte do mundo, com raras exceções, o avanço da ciência nunca é valorizado como se deve"

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar