Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Os desafios não param

Publicada em 04/01/2021 às 17:29
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Como sempre, apesar de o Ano-Novo chegar cheio de encantos e esperanças, manter o pensamento positivo e o isolamento social em época de pandemia deverá  continuar sendo um dos maiores desafios. Embora o melhor seja ter em mente que o pior vai continuar passando e que dias melhores vão chegar, principalmente com a vacinação contra esse mal, é importante todo mundo continuar focado, como se deve, para enfrentar com novas perspectivas o momento atual. Sabe-se que enxergando as coisas de maneira positiva, buscando sempre o lado bom das situações, cada pessoa poderá se manter naturalmente otimista. Diante das proporções com que a Covid-19 avançou ao longo do ano passado, por exemplo, o governo agiu certo ao evitar que o caos da agonia irreversível tomasse conta de tudo em prejuízo do sistema econômico, preocupando ainda mais a vida de milhões de brasileiros.
 
"A luta para enfrentar as dificuldades, os desafios e os problemas do cotidiano certamente haverá de fazer cada pessoa crescer e se tornar melhor".      
 
Claro que a ajuda emergencial colocada em prática foi benéfica, mas daqui para frente será difícil para o governo continuar a sustentá-la sem prejudicar o andamento dos serviços públicos em todo o País. De imediato há que se pensar em algo que possa auxiliar as pessoas mais necessitadas, principalmente enquanto não for contida a devastação do desemprego que não dá trégua aos brasileiros em geral. 
Sem que a economia faça prevalecer a sua força para estimular as contratações em todos os setores de atividades, ao mesmo tempo em que alguma vacina contra o novo Coronavírus possa fazer sua parte em favor da saúde, tudo continuará conspirando para que o Brasil não saia da situação dramática em que se encontra. O impacto da pandemia tem se constituído pesado demais em cima da população. Basta lembrar que, de acordo com o IBGE, o número de pessoas trabalhando no País caiu de 94,5 milhões no final de 2019 para 81,7 milhões em outubro de 2020.
Portanto, encarar as dificuldades, os desafios e os problemas do cotidiano como situações naturais e que poderão servir para o próprio crescimento do País, não deixa de ser uma maneira de pensar positivamente. A luta para enfrentar cada desafio certamente haverá de fazer cada pessoa crescer e se tornar melhor. Há que se pensar em tudo isso, até porque, infelizmente, nada de melhor vai acontecer com a velocidade que todos esperam. Da mesma forma, é preciso que os políticos, mais do que ninguém, façam a sua parte com muita responsabilidade para que o Brasil, a exemplo do que vem ocorrendo com muitos outros países, possa sair o quanto antes da triste situação em que se encontra.         
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar