Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SOROCABA Furtos e depredações levam Saae a ampliar segurança em suas unidades

Publicada em 29/12/2020 às 22:58
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: Saae Sorocaba/Divulgação)
O sistema de segurança das unidades de água, esgoto e drenagem do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) está sendo ampliado, visando a maior segurança de suas instalações, visto que as ocorrências de furtos e depredações continuam ocorrendo, embora tenham diminuído desde que a Autarquia começou a investir nesse setor. “Os furtos registrados prejudicam muito o nosso trabalho e a população, pois unidades importantes, como os centros de distribuição de água, deixam de funcionar e consequentemente de abastecer determinadas regiões quando cabos elétricos e painéis eletrônicos são levados ou danificados. Além do prejuízo operacional, temos também os financeiros, pois são equipamentos de alto custo, que precisam ser repostos. Com ampliação do sistema de segurança das nossas unidades, vamos minimizar essas ocorrências e diminuir os transtornos causados”, destaca o diretor-geral do Saae/Sorocaba, engenheiro Mauri Gião Pongitor.

O trabalho de ampliação está sendo realizado por meio do Grupo Única, sediado em Sorocaba, empresa especializada em segurança patrimonial, vencedora de licitação promovida pela Autarquia. De acordo com o plano de trabalho, as atuais 158 câmeras de monitoramento estão sendo ampliadas para 366, além de mais 32 pertencentes à própria Autarquia.

A distribuição dos novos equipamentos está ocorrendo de acordo com o grau de importância e vulnerabilidade de cada unidade, conforme os registros de invasões e furtos ocorridos. Além das câmeras de monitoramento, as unidades estão ganhando também cercas elétricas e sensores de presença. 

SALA DE MONITORAMENTO - De acordo com Gilson Brizacco, funcionário do Saae responsável pela implantação e supervisão desse trabalho dentro do Centro Operacional da Autarquia, localizado na avenida Camilo Júlio, no Jardim Ibiti do Paço, foi criada uma sala destinada às ações de monitoramento das imagens, por meio de nove telas de 50 polegadas cada. A responsabilidade pelo monitoramento das unidades 24 horas por dia, porém, será da empresa contratada, que também possui os seus monitores de vídeo.

Ainda segundo Gilson Brizacco, toda vez que o Saae ou a terceirizada contratada flagrarem ações suspeitas um ou mais agentes treinados serão rapidamente deslocados até o local, para que a ação seja evitada ou inibida, com o acionamento da Polícia, caso seja necessário.

UNIDADES - O Saae possui atualmente duas Estações de Tratamento de Água (Éden e Cerrado), oito Estações de Tratamento de Esgoto (S1, S2, Pitico, Itanguá, Aparecidinha, Carandá, Quintais do Imperador e Ipaneminha), 54 Estações Elevatórias de Esgoto (bombeamento) e 36 Centros de Distribuição, que juntos somam 60 reservatórios de água, além das bacias de contenção do Abaeté, Campolim e Jardim dos Estados; além do Centro Operacional no Ibiti do Paço e a Central Administrativa no Jardim Santa Rosália.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar