Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SOROCABA Igreja de Sorocaba adotas medidas especiais para celebrar o Natal em tempos de pandemia de Covid-19

Publicada em 24/12/2020 às 01:39
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O arcebispo metropolitano de Sorocaba, dom Julio Endi Akamine, SAC, voltou a emitir novo comunicado eclesial nesta quarta-feira (23), com orientações pastorais, agora diante das celebrações de Natal e de outras solenidades religiosas deste ciclo natalino, coincidindo com as festividades de Ano Novo, e em vista de precauções necessárias para continuar contendo a propagação do novo coronavírus. Ao contrário do ocorrido durante a Semana Santa, Corpus Christi e outras cerimônias religiosas ocorridas neste ano atípico de 2020 – a maioria realizadas virtualmente, sem povo (‘sine populo’) -, as celebrações presenciais, com igrejas abertas, de Natal, da sua oitava e da Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus no dia 1º de janeiro de 2021, assim como as missas dos próximos dias, inclusive domingo (Festa da Sagrada Família), estão garantidas e confirmadas, pelo menos em Sorocaba, segundo o Arcebispo. Isto porque, mesmo com o Estado de São Paulo, incluindo Sorocaba e municípios do entorno, regredindo para a fase vermelha do Plano São Paulo, com medidas de maior restrição da quarentena e isolamento social nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1º, 2 e 3 de janeiro - segundo o mesmo Plano, somente as atividades essenciais podem funcionar -, pelo decreto publicado pela Prefeitura de Sorocaba, com base nessas novas normas estabelecidas pelo Governo Estadual, as atividades religiosas, porém, não estão suspensas.

Dom Julio também lembra nesse seu comunicado pastoral de ontem que, como a Arquidiocese é composta por doze municípios, é preciso levar em conta, contudo, que “cada município deve determinar a aplicação do decreto estadual”. “De qualquer forma, a orientação geral é de que todos se empenhem em colaborar com as autoridades, como tem sido desde o início da crise pandêmica, com as determinações de cada município”, orientou ainda os párocos o Arcebispo, pedindo a eles continuar observar os respectivos decretos emanados de cada Municipalidade.

“Recomendo mais uma vez – destacou ainda o Senhor Arcebispo - que, onde as atividades da Igreja não forem suspensas por decretos municipais, as celebrações sejam abreviadas, os cantos diminuídos e os protocolos de segurança sanitária sejam rigorosamente cumpridos”.

NÚMERO MAIOR DE MISSAS NATALINAS – Por outro lado, ainda em tempos de pandemia de Covid-19, também as paróquias de Sorocaba e da região procuraram, especificamente quanto às missas da Vigília, nesta quinta-feira (24 de dezembro), e do dia de Natal amanhã, sexta-feira (25), assim como as demais celebrações deste ciclo natalino, seguir orientações emanadas da Santa Sé, pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos do Estado do Vaticano, em documento assinado pelo cardeal prefeito Robert Sarah e pelo secretário, o arcebispo Arthur Roche, no sentido de que, “dada à situação desencadeada pela propagação mundial da pandemia” e “por motivos da persistência do contágio geral com a chamada Covid-19”, seja permitindo este ano aos sacerdotes presidirem quatro missas no dia de Natal, no dia de Maria, Mãe de Deus (1° de janeiro) e na Epifania (6 de janeiro), “sempre que o considerarem necessário para o benefício dos fiéis …”. De acordo com o Código de Direito Canônico, em caso de escassez de sacerdotes, o bispo “pode permitir que os sacerdotes, por justa causa, celebrem duas vezes ao dia e também, se a necessidade pastoral o exigir, três vezes aos domingos e festas de preceito”.

Assim, com um número maior de missas, também se contribui para com menor afluência as igrejas neste período delicado de pandemia.

EM SOROCABA – O arcebispo metropolitano de Sorocaba, dom Julio Endi Akamine, SAC, presidirá nesta quinta-feira (24) missa solene da Vigília de Natal, na igreja da Catedral de Nossa Senhora da Ponte, ao meio-dia e às 20 horas; uma outra missa ocorrerá às 17 horas, oficiada pelo pároco da Sé Metropolitana, padre Tadeu Rocha Moraes. Amanhã, dia de Natal, também serão, no total, três missas: às 10 e 18 horas também presididas por dom Julio e, às 20 horas pelo vigário paroquial, padre Carlos Alexandre da Silva. A capacidade da igreja da Catedral hoje é de 170 pessoas por celebração, sem necessidade de agendamento prévio.

Na igreja do Mosteiro de São Bento, as celebrações serão às 17 e às 18h30; e no dia 25, às 9 e às 11 horas. Na Capela da Santa Casa de Misericórdia, às 15 horas.  

Na Paróquia de Santa Rita de Cássia, em Vila Santana, informa seu pároco, o padre Manoel César de Camargo Júnior, também vigário-geral da Arquidiocese, serão duas missas da Vigília de Natal nesta quinta-feira (24), às 17 e 20 horas, porém todas as reservas estão esgotadas, diante da limitação de participação presencial por conta da pandemia, restando a possibilidade de acompanhamento virtual pelo Facebook da Paróquia. Já na Paróquia de Santa Rosália, haverá também duas missas de Vigília do Natal hoje, igualmente às 17 e 20 horas; na Matriz de Nossa Senhora do Povo, no bairro de Brigadeiro Tobias, às 17 e 19h30; e na Paróquia de São Lucas, no bairro do Vergueiro, dos Padres Teatino, que está comemorando seu cinquentenário de instalação canônica, seu pároco, padre José Sérgio de Lima, preside a celebração da Vigília de Natal às 19 horas.

Na Matriz da Paróquia de São José Operário, de Vila Progresso, por outro lado, a missa da Vigília de Natal oficiada pelo padre Wagner Lopes Ruivo será às 20 horas, com transmissão pelo YouTube do padre Vaguinho e canal próprio do Santuário de Santa Filomena. Outros horários de missas de Vigília de Natal: Santuário Novo do bairro de Aparecidinha, às 19h30; e na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, na Vila Nova Sorocaba, na Zona Norte, às 18 e 20 horas.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar