Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Inconsequências para se redimir

Publicada em 22/12/2020 às 23:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Como sempre, na maioria das vezes, sem pensar nas consequências megativas, as pessoas acabam esperando demais para fazer aquilo que poderia ter sido feito, num mundo que só dá a todos 24 horas por dia, ou seja, um dia de cada vez, sem que nada possa oferecer uma garantia de vida no dia seguinte. De um modo geral, enquanto se lamenta que a vida é curta, muita gente prefere agir como se tivesse á sua disposiçäo um estoque inesgotável de tempo. Näo deixa de ser uma realidade o fato de cada ser humano sempre esperar além da conta para fazer uma cortesia ou para dizer as palavras de perdäo que devem ser ditas para que os rancores acumulados sejam deixados de lado, isso para que a verdadeira gratidäo possa ser expressada como se deve, dando ânimo e mais consolo ás pessoas que compartilham o mesmo lugar comum.    
           
Muitos pais, por exemplo, esperam demais para realmente serem pais dos filhos pequenos, permitindo que a demora diminua a alegria de se doar espontaneamente. Esquecem como é curto o tempo em que eles säo pequenos e como depressa é a vida que os faz crescer e ir embora. Da mesma forma, espera-se demais para dar carinho e generosidade aos pais, familiares e amigos. Quem sabe se fazer isso amanhä ou depois näo será tarde demais (ponto de interorgação).

Ao fim de um ano que foi de muita angústia e sofrimento por causa de tudo aquilo de pior que a covid-19 näo parou de expressar, é preciso parar para refletir sobre as dificuldades que todos passaram a viver. É preciso pensar no que se pretende para o novo ano que está prestes a despontar. Ninguém deve deixar para depois o que poderá proporcionar a cada um momentos felizes nesta época täo especial para todos.       
"A chegada do Menino de Belém sempre deve ser vista como a época  de se dar início a tudo aquilo para o qual este dia, este tempo  e esta vida foram dados a cada ser humano"    

Neste momento do Natal, quando todos, de uma forma ou de outra, procuram se redimir de suas inconsequências para com os outros, sempre é oportuno pensar seriamente sobre tudo isso, procurando estabelecer novos parâmetros para o tempo e a vida que väo se renovando para todo o sempre, até quando Deus quiser. A chegada do Menino de Belém sempre deve ser vista como a época de se dar início a tudo aquilo para o qual este dia, este tempo e esta vida foram dadas a cada ser humano. Ninguém deve prolongar a existência desta época para começar a viver como se deve. Apesar de näo se falar de outra coisa que näo seja pandemia, o espírito do Natal tem de ser de aproximaçäo, respeitando-se todos os protocolos dos órgäos de saúde. Ninguém deve deixar passar esta data sem agradecer tudo aquilo que deve ser agradecido.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar