Quarta-Feira, 14 de Abril de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< BRASIL Prefeito foi surpreendido logo cedo pela Polícia Civil

Publicada em 22/12/2020 às 21:12
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, foi preso ontem, em sua casa, na Barra da Tijuca, e levado para a Delegacia Fazendária, na Cidade da Polícia, onde chegou por volta das 6h35. Também foram presos na mesma operação mais cinco denunciados. Ao chegar à Cidade da Polícia, o prefeito atribuiu a sua prisão a uma perseguição política. “Perseguição política. Lutei contra o pedágio ilegal e injusto, tirei recursos do carnaval, negociei com o VLT. Foi o governo que mais atuou contra a corrupção no Rio de Janeiro”, disse, acrescentando que a sua expectativa agora é por justiça. 

O advogado de Crivella, Alberto Sampaio, disse que o prefeito ficou surpreso com a prisão. As prisões é fruto da ação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Polícia Civil, e ocorreram no desdobramento da “Operação Hades”, que apura corrupção na Prefeitura da cidade e tem como base a delação do doleiro Sérgio Mizrahy. Os mandados de prisão foram assinados pela desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Todos os presos foram levados ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar