Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL O ideal da convivência civilizada

Publicada em 18/12/2020 às 21:51
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Ninguém ignora como é complicada a situação econômica e social do País, cada vez mais agravada em razão da expansão da pandemia do novo Coronavírus por todo o território nacional. No entanto, a maior parte dos políticos parece achar que nada de anormal está acontecendo, como se tudo pudesse ser equacionado num estalar de dedos da noite para o dia. Infelizmente, a política acaba se reduzindo a uma equação medíocre, através da qual muita gente se aproveita para levar vantagens, preparando-se para as próximas eleições. Há limites para tudo, mas no tabuleiro político inconsequente tudo é feito para que os efeitos da insensatez continue a se perpetrar contra a população indefesa. 
"Os políticos que não servem para tudo aquilo que a sociedade espera devem fazer a sua parte para que o Brasil possa crescer e melhorar em todos os aspectos"

Por esta ou aquela razão, diante dos malefícios provocados pela politicalha que surge a todo instante e vai tomando conta de tudo, algo que assusta cada vez mais é a violência que sem qualquer resquício de moderação vai imperando na sociedade. É impressionante como todas as modalidades impostas pela criminalidade e selvageria vão se aperfeiçoando de maneira diabólica por todos os lados. Em todos os Estados, por exemplo, virou moda grupos de moços e moças se organizarem em gangues para atacar grupos rivais ou inocentes que atravessem o seu caminho. A facilidade de acesso a bebidas alcoólicas e drogas torna todos eles muito mais agressivos, inclusive com o poder de fogo de muitas armas compradas sem esforço em qualquer lugar. Exibi-las e usá-las a qualquer momento aumenta ainda mais a perversidade dos agressores que não respeitam nada e fazem questão de mostrar a sua ousadia e periculosidade. Cada vez mais comuns, as demonstrações de intolerância vão fazendo vítimas com frequência indesejável. A qualquer momento de todas as noites moradores de rua estão sujeitos à brutalidade, recebendo pauladas ou virando tocha humana enquanto dormem. Além de punição implacável aos criminosos, impõem-se medidas de longo prazo aptas a impedir as covardias que florescem sem parar pelo Brasil afora. Todos sabem que a escola desempenha papel importante na formação das crianças e adolescentes, já que incutir valores humanistas na mente de cada um faz parte da rotina da educação. Nesta fase, porém, quando a pandemia vai multiplicando as infecções, nem mesmo pode-se contar com a escola para que as coisas possam melhorar, já que há vários meses elas continuam fechadas. Igrejas, clubes de serviços e uma série de outras entidades também devem ampliar cada vez mais o seu compromisso com a juventude. Desde que levadas com a seriedade que se espera, as redes sociais também constituem excelente meio de divulgação de formas de convivência civilizada. E os políticos que não servem para muita coisa devem fazer a sua parte para que o Brasil possa crescer e melhorar em todos os aspectos.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar