Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< ENTRETENIMENTO Jornalista lança novo livro baseado em obituário de gente famosa

Publicada em 15/12/2020 às 21:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: divulgação)
O jornalista sorocabano Djalma Benette, o ‘Deda’ como é mais conhecido na cidade, está lançando um novo livro, “Minuto de Silêncio – Histórias de quem já morreu. Para inspirar a vida”, que resgata a tradição jornalística dos obituários, registros da morte de pessoas famosas ou não. Ao todo, o livro traz 60 personalidades, sendo a maioria nascida ou que viveu em Sorocaba, onde Deda atua no jornalismo há mais de três décadas.
O lançamento está marcado para esta quarta-feira (16), porém devido ao novo aumento no número de casos de Covid-19 será virtual, numa live transmitida pelo Instagram da Editora Mireveja (@mirevejaeditora), às 20 horas. O autor vai bater um papo com convidados especiais, entre eles o jornalista Márcio ABC, que assina a apresentação da obra, e responder perguntas dos participantes.

Em ‘Minuto de silêncio...’, Deda homenageia pessoas que atravessaram sua vida direta ou indiretamente, como o empresário Benedicto Pagliato e o arquiteto Musse Stefan. Com ares de cronista, o autor fala de gente comum e de gente famosa, como Miúcha, Carlos Heitor Cony e até Fidel Castro. A lista inclui garçons, professores, políticos, artistas, médicos, motoristas. Segundo Deda, “é nessa mistura que está a beleza dos obituários: revela o ser humano a partir de um ponto comum, a morte, e rompe barreiras sociais e geográficas, perpetuando a história única que cada um carrega”. 

Com 192 páginas, o livro é um exemplo da importância do obituário, gênero jornalístico habitual na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos e que conquistou as páginas dos diários de todo o mundo, incluindo o Brasil. ‘Minuto de silêncio...’ tem prefácio do educador e professor de Filosofia Aldo Vannuchi e apresentação do jornalista Márcio ABC, autor de vários romances, entre eles ‘Delação’, ‘Desrumo’, ‘Pater’ e ‘Na pele dos meninos’. 

OS DESTACADOS – São destacadas por Deda Benette nesta edição de ‘Minuto de silêncio...’ estas personalidades, a partir de obituários escritos pelo autor em mídias por onde passou e, sobretudo, em seu blog - “Percebi ao escrever sobre a vida de quem morreu que, além de inspirar o leitor, eu também expunha a relação de convívio, intimidade, admiração e paixão que tive com os meus homenageados. Cada texto nasceu da explosão de sentimentos que tive ao saber de cada uma dessas mortes” -: Benedicto Pagliato, Aylan Kurdi, Mírian José Lourdes, Fidel Castro, Alison Sebastião dos Anjos, Pedro Adami, Rosângela Alves, Necyr Xavier, Musse Stefan, Primo Alvarez Fernandez, Luiz Carlos Alcolea, Maurício Caruso, Sérgio Bento, Zuleika Sucupira Kenworthy, Carlos Heitor Cony, Achilles Bonin Mangullo, Marco Antônio de Campos, Olga Domingues Camilo, Claudionor Ferreira de Moraes, J. Hawilla, José Franco de Camargo, Cláudio Weber Abramo, Otávio Frias Filho, Menoti Barros de Oliveira, Alberto Miguel Saker, João Batista Larizzatti Júnior, José Maria Bolina Filho (Zema), José Lanaro, Laurentino Martins Júnior, Maria Cecília Ferro, Milton Dinho, Miúcha, Ricardo Boechat, Deise Cipriano, Angelo Rêmulo Rômulo Lava, Neyde dos Santos Almeida, Emília Benedita Pires de Sanctis Urban, Milton Muraro, Tales Cotta, Antunes Filho, Neto Chaves, Antônio Francisco Gonçalves, Clóvis Rossi, padre Inácio Kriguer, Paulo Roberto, Adalberto Nascimento, João Gilberto, José Carlos de Campos Sobrinho, Elisa Christina Gomes, Kátia Libanesa, Alberto Goldman, Pedrinho Mattar, Walter Franco, Arany Marchetti, Francisco Ramos de Andrade Filho, Modesto Carone, Francisco Brennand, Elza Puglia Racca, Raquel Ferreira de Oliveira Taraborelli, José Theodoro Mendes, José Mojica Marins, Dulcelina Maria Euzébio Pereira, Elias Jammal Neto, Rubem Fonseca, Latuf Latuf, Aldir Blanc e Flavio Migliaccio

O AUTOR - Deda Benette é jornalista e criador do projeto ‘O Deda Questão’, que deu origem a um programa de rádio e de televisão e se transformou em um blog com mais de um milhão de acessos. É mestre em Comunicação e Semiótica, professor e consultor, tendo sido o primeiro secretário da Cultura de Sorocaba. É também autor do livro ‘Em branco não sai: um olhar semiótico sobre o jornal impresso diário’, lançado em 2002.

O livro será comercializado através do site da Editora (editoramireveja.com), ao preço de R$ 50,00.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar