Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Urnas convocam os ausentes

Publicada em 24/11/2020 às 21:55
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Muitos acabam não levando em conta, mas o fato é que não é de hoje que corrupção, denúncias de irregularidades, discussões de baixo nível, improbidades administrativas de todos os tipos e falta de ética na política são fatores que acabam desestimulando todo mundo de comparecer às urnas. Uma conquista que data de 1988, o voto é facultativo a partir dos 16 anos e obrigatório a partir dos 18, mas o que se percebe é que grande parte dos jovens só procura mesmo o Cartório Eleitoral para providenciar o título em razão da necessidade de apresentar o documento em matrícula de faculdade e solicitação de emprego.

Embora estejam em pleno período de formação de personalidade, os jovens de 16 a 18 anos têm opiniões próprias sobre o mundo político. Eles acompanham os tumultuados poderes Legislativo e Executivo, além do que ocorre no Poder Judiciário, mas sabem muito bem que as coisas não andam bem entre eles. Na avaliação de muitos, as manchetes diárias que sacodem o País de maneira permanente, notadamente neste ano de pandemia da Covid-19, quando não foram poucos os interesses políticos que se manifestaram por todos os lados, são fatores que desestimulam a população em geral. Todos observam tudo com muita desconfiança, daí a montanha de abstenções e de votos brancos e nulos por todo o Brasil nas eleições do primeiro turno deste ano. 
"O não comparecimento às urnas e os votos brancos e nulos continuam elevados demais, mostrando como é grande a alienação dos eleitores" 

Naturalmente, não há como negar que a pandemia que tomou conta de tudo e de todos ao longo de 2020 foi uma das responsáveis pelo aumento de pessoas que decidiram não votar. E não há dúvida nenhuma de que o não comparecimento às urnas e os votos brancos e nulos continuam elevados demais, mostrando como é grande a alienação dos eleitores. O que se espera é que os candidatos que vão disputar o segundo turno em Sorocaba e em outras 94 cidades com mais de 200 mil eleitores pelo Brasil tenham poder de convencimento para que um número bem maior de eleitores compareçam às seções eleitorais no próximo domingo, dia 29. Todo mundo precisa ter um pouco mais de consciência e comparecer às urnas para votar, fazendo a sua parte para que o exercício da democracia possa se fortalecer no País. Todos devem levar em conta que o ato de votar deve ser visto como uma responsabilidade cívica. Sejam quais forem as circunstâncias, todos precisam atender à convocação das urnas. Numa cidade do porte de Sorocaba é preciso cada vez mais um número maior de lideranças discutindo o seu futuro.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar