Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< POLÍTICA Boulos alfineta Bolsonaro e fala em diálogo com Câmara Candidato deve anunciar hoje alianças para segundo turno

Publicada em 17/11/2020 às 21:30
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Fotos Públicas)
O candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (Psol), disse nesta terça-feira (17) que pretende construir diálogo com a Câmara dos Vereadores e ressaltou que quem governa com ódio é o presidente Jair Bolsonaro.

“Democracia não é só conversar com quem concorda com você. O que não vou aceitar é toma lá-dá-cá. O que não vou aceitar é entregar subprefeitura e comando de secretarias em troca de votos na Câmara Municipal. Vou realizar diálogo com vereadores”, disse.
 
Ele voltou a falar, inclusive, em enfraquecimento do poder do atual prefeito na cidade. “A candidata à vice, Luiza Erundina, quando foi eleita, disse: ‘Quero terminar meu governo com menos poder do que entrei’. Eu também”, frisou. 

Boulos destacou que quer distribuir esse poder com as pessoas. “Em uma cidade de 12 milhões de habitantes, nenhum prefeito tem condições de governar sozinho. O prefeito precisa escutar as pessoas e precisa ter canais institucionais mais eficientes.” 

No primeiro turno, o psolista teve 20,24% dos votos válidos, contra 32,85% do tucano. Para o segundo turno, Boulos disse que nesta quarta-feira (18) anunciará suas alianças. “Tenho conversado com bastante gente de outros partidos”, adiantou.

Ele disse, ainda, que seu esforço é construir uma frente pela justiça social, contra a desigualdade e pela democracia. Uma frente que vai envolver lideranças políticas, partidos progressistas, movimentos sociais. Estamos fazendo a costura”, pontuou. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar