Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< COTIDIANO DS - INFORMAÇÕES

Publicada em 16/11/2020 às 22:31
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
MENOS VENDAS NOS SUPERMERCADOS 
Em razão da disparada dos preços dos alimentos e o corte pela metade do auxílio emergencial concedido pelo governo a mais de 60 milhões de brasileiros, já foram reduzidas até em 10% as vendas das redes de atacarejos nas últimas semanas. Nos supermercados, o mesmo movimento também se repete em prejuízo dos comerciantes. Sabe-se que a freada era previsível por causa do auxílio emergencial ter sido reduzido de R$ 600 para R$ 300 em setembro. O fato, porém, é que esse movimento de queda nas vendas vem ganhando força com a escalada de preços da comida que não para de seguir em frente. O consumidor deixou de comprar o supérfluo nas últimas semanas e só está levando o básico, quando os preços estão muito convidativos. 

FECHANDO MAIS DE MIL AGÊNCIAS
Tendo em vista que grande parte de seus funcionários passou a trabalhar em casa nos últimos meses, a direção do Bradesco está aproveitando para acelerar o movimento de redução de custos. O objetivo do banco é fechar exatamente 1,1 mil agências em todo o Brasil até o final do ano. Ao longo deste ano mais de 600 já foram fechadas. Esse processo deve se prolongar em 2021.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar