Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< POLÍTICA Candidatos têm marcas na Cidade Para segundo turno, histórico de concorrentes ao Paço pode nortear eleitores

Publicada em 16/11/2020 às 03:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Se ganhar no próximo turno, a candidata Jaqueline Coutinho será a primeira mulher eleita prefeita no município. Estudou em escola pública e, com  21 anos, formou-se em Direito na Faculdade de Direito (Fadi) de Sorocaba. 

Aos 22 anos, prestou concurso e se tornou a delegada de polícia mais jovem do Estado. Atuou nas Delegacias de Defesa da Mulher (DDM). Em 1989, inaugurou a DDM de Fernandópolis e, um ano depois, implantou a DDM de Itapetininga, onde atuou de 1990 a 2008.

Em 2008, assumiu a DDM de Sorocaba e, em 2012, foi designada delegada-assistente da Delegacia Seccional. Em 2015, implantou em Sorocaba o Núcleo Especial Criminal (Necrim). Foi vice do ex-prefeito José Crespo, assumindo seu lugar então.  

Já o candidato Rodrigo Manga é natural de Sorocaba, casado e pai de dois filhos. Está no segundo mandato como vereador. No Legislativo, fez mais de 40 mil atendimentos em seu escritório. Em 2017, assumiu como presidente da Câmara e, de acordo com seus cálculos, gerou uma economia de R$ 20 milhões em dois anos.

Presidiu, ainda, a Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou e comprovou denúncias de violência sexual em casa de acolhimento de menores. Em seu histórico, ele ressalta acreditar que somente uma gestão realizadora, dinâmica e dedicada será capaz de fazer uma mudança real na vida dos sorocabanos.  

Durante a campanha eleitoral deste ano, a Justiça Eleitoral aceitou uma denúncia feita pelo Ministério Público Eleitoral relacionada a Manga, em que dizia que, supostamente, o candidato teria cometido fraude e abuso de poder. A denúncia deu-se pelo promotor Fabrício Pereira de Oliveira. 

Na ocasião, a coligação de Manga ressaltou que a candidatura via o caso com muita tranquilidade e afirmou que tinha a certeza de um desfecho positivo, já que sabia que a narrativa se tratava de uma questão eleitoreira e que o tempo restabeleceria a verdade. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar