Sexta-Feira, 4 de Dezembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SOROCABA Financeiras estão entre as principais reclamações no Procon

Publicada em 10/11/2020 às 22:29
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O Procon Sorocaba, vinculado à Secretaria Jurídica (Saj), que já havia divulgado um aumento de 41% nos serviços prestados à população, num comparativo do mês de outubro entre os anos de 2019 e 2020, aponta para um crescimento do número de reclamações formalizadas por consumidores insatisfeitos com os serviços prestados por instituições financeiras.

Segundo o órgão de defesa do consumidor, foram 2.760 atendimentos prestados em outubro deste ano, enquanto no mesmo período do ano passado o órgão registrou 1.956 atendimentos. Entre as principais reclamações apresentadas, estão serviços financeiros, privados e produtos, como fraudes em contratos de empréstimos, boletos falsos.

Outros serviços também geraram aumento de queixas como cancelamento e remarcação de pacotes turísticos, cancelamento de matrícula e pedido de desconto em serviços educacionais, falhas nos serviços de telecomunicações (internet, TV a cabo, telefonia) e compra de produtos como celular, veículo, vestuário e móveis.

Com a aproximação da Black Friday, no próximo dia 27, os consumidores devem ficar ainda mais atentos para não serem vítimas de fraudes, denunciando abusos e fazendo valer seus direitos. Em 2018, o Procon Sorocaba autuou 24 estabelecimentos na Black Friday enquanto no ano passado foram feitas 26 operações, entre lojas físicas e virtuais.

A principal queixa apresentada pelos consumidores naquele período de ofertas massivas foi o atraso na entrega dos produtos comprados pela internet. Por isso o Procon orienta o consumidor a ficar atento ao prazo de entrega informado pelo estabelecimento.

As equipes de fiscalização do Procon visitarão algumas lojas no dia da promoção e, caso verifiquem alguma irregularidade, o estabelecimento poderá ser autuado e multado.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar