Sexta-Feira, 4 de Dezembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< ESPORTE Após empate, Magnus Futsal reencontra Campos Mourão Resultado deixa confronto aberto para o segundo jogo

Publicada em 05/11/2020 às 20:59
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: divulgação)
Magnus Futsal e Campos Mourão voltam a se enfrentar neste sábado (7), a partir das 13h15, no Ginásio João Carlos de Camargo, em Votorantim (SP). Na quarta-feira (4), o time de Sorocaba ficou empatado com a mesma equipe por 0 a 0.

A partida deu-se no Paraná, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Liga Nacional, com oportunidades para os dois lados. O empate deixou o confronto aberto para o segundo jogo. 

Com isso, agora, quem vencer avança para a próxima fase e, em caso de igualdade, a partida segue para a prorrogação. No tempo extra, um novo empate é do time sorocabano. 

Os donos da casa abriram o jogo partindo para cima da equipe de Sorocaba, que chegou à etapa eliminatória credenciado pela melhor campanha do torneio. Nos cinco primeiros minutos, os paranaenses tiveram quatro boas chances de gol. 

As melhores vieram com o ala Luiz Fernando e com o pivô Sinoê, dois chutaços que explodiram no travessão do goleiro Djony. Depois da pressão inicial, a partida ficou mais parelha, com as equipes alternando-se em bons ataques. 

"A gente sabia que o mata-mata seria diferente. A nossa preparação já foi focada nesse tipo de jogo. Sofremos no início, mas depois conseguimos ajustar um pouco. Agora, falta acertar no ataque para sair daqui com a vitória", disse Rodrigo, artilheiro do Magnus.

Na saída para o intervalo, Deivd, goleiro do Campo Mourão, ainda alimentava esperanças. "A volta lá vai ser muito difícil. O nosso técnico tentou colocar em prática uma estratégia de jogarmos um pouco mais com o goleiro e tivemos um pouco de azar.”

Na etapa final, foram os goleiros que se destacaram com grandes defesas. Deivd, que faz a segunda temporada no Campo Mourão, evitou gols usando o peito, com os dois pés e até mesmo com a ponta dos dedos para garantir o empate. 

No final do jogo, o pivô Sinoê do Campo Mourão admitiu que a decisão segue aberta. "Nós fizemos um bom primeiro tempo. Na etapa final, caímos um pouco. Mas a gente tem condições de sair com a vaga lá de São Paulo", disse o atleta de 36 anos.

O ala Leandro Lino, do Magnus, alertou que o local do jogo e a campanha não garantem vaga. "Independente de jogarmos em casa a decisão, tudo pode acontecer. A gente sabe que aquilo que passou na fase anterior não conta muito. Agora é seguir focado.”
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar