Sábado, 5 de Dezembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Calamidade brasileira

Publicada em 03/11/2020 às 22:12
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Mesmo após tudo aquilo que a "Lava-Jato" representou de bom para o Brasil no que diz respeito ao combate à corrupção e a tantas outras improbidades administrativas que se multiplicaram pelo Brasil ao longo deste século, a esperteza de muitos políticos e de altos funcionários públicos continuam abusando de tudo, como se nada demais tivesse sido apurado contra os bilhões e bilhões de reais que levaram dos cofres públicos. Basta verificar os desmandos que ocorreram nas secretarias de saúde de muitos Estados e municípios neste ano em que a pandemia da Covid-19 favorece a compra de insumos e medicamentos sem a obrigatoriedade de licitações, tendo em vista o estado de calamidade pública que está em vigor no Brasil.

Diante dessas circunstâncias, é de se lamentar que o trabalho desenvolvido pela "Lava-Jato" já não seja o mesmo dos últimos anos, quando muitos políticos e empresários foram presos, julgados e condenados a cumprir penas atrás das grades. Quando se constata, por exemplo, a que ponto chegaram as coisas no Rio de Janeiro e outros Estados, onde as quadrilhas de políticos, milicianos e traficantes vão tomando cada vez mais conta de tudo, subjugando de todas as formas a população que vai sendo morta no atacado e no varejo, percebe-se claramente que o Brasil caminha para lugar nenhum em termos de ordem e honestidade, além do não cumprimento de regras sociais, morais e educacionais que devem ser respeitadas.

Infelizmente, no Brasil, a vocação é no sentido de que todo mundo seja conivente com as ilicitudes de todos os tipos. Parece pairar sobre os brasileiros uma maldição para torná-los indolente aos problemas sociais. Existe no Brasil todo tipo de estatutos - do Idoso, do Desarmamento, da Criança e do Adolescente, além de outros mais - mas na prática nada funciona como se deve, como seria justo esperar. Há, de fato, uma tendência perigosa para fingir que os problemas são resolvidos através de "estatutos", quando, na verdade, pouco se altera na realidade urbana. E ainda querem acabar com a "Lava-Jato" para que tudo se torne muito pior no Brasil.
"O fato é que o Brasil, apesar de todo o seu potencial econômico, não para de patinar eternamente em razão dos  espertalhões que  só pensam em si  e não no desenvolvimento do País"

Um outro exemplo é a Constituição Brasileira, que dizem ser uma das mais articuladas do mundo. Ela tem quase 250 artigos que apresentam, pelo menos na imaginação, soluções para todos os problemas que possam existir no contexto nacional. Apesar disso, o Brasil nunca deixou de ter o pior desempenho social e humano, perdendo, de forma vergonhosa, até para republiquetas de quinta categoria. E näo deixa de ser intrigante que a constituição dos Estados Unidos, entre tantas, consegue resolver tudo com apenas 10 artigos, sem se falar que ela existe há mais de 200 anos. O fato é que o Brasil, apesar de todo o seu potencial econômico, não para de patinar eternamente em razão dos espertalhões que só pensam em si e não no desenvolvimento do País. Há que se acentuar a vocação temerária que o Brasil tem para a punição. É comum tanta gente achar que não se pode punir com severidade quem quer que seja ou reprovar um aluno, pois isso pode traumatizá-lo. O que falta é todo mundo ter em mente que os adolescentes e jovens, dia após dia, vão transformando o País numa terra de ninguém. Basta verificar as organizações criminosas de todos os tipos que nunca deixaram de se multiplicar nos últimos 30 anos. Tudo isso é que precisa mudar com urgência.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar