Quinta-Feira, 3 de Dezembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Requalificação da área central

Publicada em 28/10/2020 às 22:00
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Apesar de há muito ser discutida, a revitalização da área central da cidade é um tema que praticamente não consta dos planos de governo dos candidatos (as) à Prefeitura neste ano. Quando este ou aquele fala do assunto, a abordagem é meramente superficial, não sendo discutida de maneira mais ampla. Falamos da regiäo nobre da Cidade, ou seja, aquela que teve seu avanço nas primeiras décadas do século passado. Com o passar do tempo, o Centro sofreu um processo de mudança, com muitas de suas atividades comerciais deslocando-se para os bairros. Recorda-se que nessa época o perímetro central já era essencialmente uma área comercial, além de concentrar agências bancárias e o setor de serviços, com escritórios não só de empresas, mas, também, de profissionais liberais.

Levando-se em conta o processo dinâmico de transformação que se tornou inevitável, Sorocaba passou a contar com um número incontável de novos bairros, contribuindo para que muitas mudanças se concretizassem no uso dos espaços. Dessa forma, em uma primeira fase, o Centro deixou de abrigar muitos moradores, além de uma parte significativa do comércio e dos serviços migrando para outras áreas, enquanto os bulevares e shoppings foram chegando de maneira acentuada. Atualmente, nem todos os que participam da campanha eleitoral sabem que a rua Dr. Braguinha, transformada em bulevar na década de 60, tinha um trânsito de veículos bastante intenso.
"O que se espera é que todos os candidatos (as) se dediquem a  este e a outros temas de interesse público que estão  abandonados  há muito tempo, tudo em prejuízo da população"

Há que se destacar pelo mundo todo a recuperação de regiões históricas que sofreram processo de abandono e desgaste. E todas elas convergem em um ponto: a necessidade da ocupação efetiva dos imóveis existentes, conferindo, dessa forma, vida e atividades às areas. Sem isso, segundo especialistas no assunto, todos os projetos fracassam invariavelmente. No que diz respeito a Sorocaba, seria interessante que o novo prefeito, a partir do dia 1º de janeiro de 2021, elaborasse um plano para convencer o empresariado a investir no Centro Histórico, inclusive mantendo de maneira adequada o funcionamento do comércio nos finais de semana. A ideia é válida e poderia trazer bons resultados. O que tem faltado à administração municipal nos últimos anos é boa vontade para projetar novas estratégias para o futuro da Cidade. Sabe-se que intuição, energia e honestidade são condições necessárias, porém, não suficientes para habilitar um bom administrador público ou até os postulantes ao Legislativo. O que se espera, portanto, é que todos os candidatos (as) possam se dedicar a este e a outros temas de interesse público que estão abandonados há muito tempo, tudo em prejuízo da população.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar