Sábado, 5 de Dezembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Transtornos no trânsito

Publicada em 21/10/2020 às 21:44
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O que se percebe com relação à propaganda política dos candidatos à Prefeitura  no rádio e televisão é que eles não abordam de maneira mais adequada sobre projetos para melhorar o escoamento de veículos na área central e no entorno das grandes avenidas que cortam a cidade. É preciso considerar que o trânsito, com o aumento de veículos por todos os lados, vai mostrando cada vez mais como a cidade enfrenta problemas sem fim para atender às expectativas dos motoristas em geral. São inúmeros os pontos da cidade que ficam entupidos sob o olhar acostumado e indiferente de pedestres em todos os momentos do dia, só havendo uma trégua após o anoitecer. É na hora do pico, pela manhã e ao entardecer, que se percebe de maneira mais clara o modo como o trânsito vai chegando ao limite de tolerância, piorando a desesperança de ser encontrada uma fórmula razoável de melhorar as coisas. 

Falamos de um tema que deveria ser muito mais abordado por todos os candidatos, já que existe um descaso do poder público com aquilo que afeta diretamente a qualidade de vida da população. A própria implantação do BRT, que deveria contribuir para a mobilidade de todos, ainda deixa muito a desejar. E é importante lembrar que o Ministério das Cidades alega que a responsabilidade pela execução de empreendimentos de mobilidade urbana é dos Estados e municípios. Através dos meios de comunicação e das redes sociais, constata-se que há um descontentamento com a maneira pela qual o novo sistema está atendendo aos usuários. Luiz Fernando Lafongoth, por exemplo, lembra que "a   propaganda dizia que o BRT faria a gente ganhar tempo na viagem; antes dele eu pegava dois ônibus para ir trabalhar e chegava no trabalho em 57 minutos, mas hoje eu pego três ônibus e levo 1h30 no mesmo trajeto, além dos horários do ônibus bairro-embarque Terminal Santo Antônio não serem sincronizados". Ele resume: "O BRT é bonito, moderno, tem Wi-Fi, ar-condicionado, tem banco para todo mundo, mas é lento, muito lento, mesmo sem ter obstáculos à sua frente". Por sua vez, o cidadão Luciano Las destaca: "Eu não vejo nenhum candidato comentando sobre essa questão".  
"A circulação de veículos, comprometida por grandes transtornos, é um dos enormes desafios para os  administradores  públicos em geral" 

O fato é que a lotação de veículos no trânsito da cidade merece uma abordagem mais ampla por todos os candidatos. São muitas as dificuldades na coordenação de ações para que sejam implementados esforços destinados para políticas públicas de mobilidade urbana. Seria importante o aproveitamento de ruas paralelas às congestionadas como potenciais auxiliares viárias, porém essa possibilidade demanda um estudo aprofundado por técnicos da matéria em razão de envolver diversos problemas, principalmente no que diz respeito aos moradores. Ninguém pode ignorar, especialmente os que participam da corrida eleitoral, que a circulação de veículos, sustentada por grandes transtornos, é um dos enormes desafios para os administradores públicos em geral.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar