Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Exageros da disputa eleitoral

Publicada em 15/10/2020 às 21:07
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Conforme ficou demonstrado durante o debate que a TV Bandeirantes promoveu na noite de anteontem (14) entre os oito candidatos à Prefeitura de Sorocaba, de um modo geral eles se apresentam à população de maneira muito parecida, adaptando-se às circunstâncias convenientes. Seguindo um modelo de debate que nem sempre permite os esclarecimentos necessários, o que se nota säo propostas que têm muito mais pontos em comum do que divergências. Na verdade, fica difícil para o eleitor assimilar o que cada um de fato pretende caso venha a ser eleito.

Numa análise superficial, há que se destacar que prometer de tudo ainda continua sendo a bola da vez numa campanha eleitoral, como se a população  nunca tivesse tido ciência dos exageros que säo propalados. No entanto, se não fizerem isso, alguns candidatos acabam não tendo nada a dizer, até porque o tempo de debate é muito curto para os pronunciamentos de todos. Fala-se disso ou daquilo, mas os que estão na disputa não têm qualquer noção, por exemplo, de onde sairá tanto dinheiro para bancar as promessas que säo feitas. 
"O eleitor precisa ficar atento à voracidade dos candidatos, procurando arrancar de cada um deles uma posição clara sobre todas as questões que são colocadas em pauta"

Sabendo-se que as finanças municipais vão contar com uma arrecadação menor em 2021, tendo em vista os impactos negativos provocados pela Covid-19, além de outros gastos significativos assumidos pela administração municipal, como é o caso da implantação do BRT com recursos do exterior, há que se ressaltar que não será possível sair do papel tudo aquilo que alguns candidatos insistem em prometer. Apesar de todo o potencial econômico que Sorocaba tem para se desenvolver, nenhum candidato dispõe de uma varinha mágica salvadora para cumprir as promessas que se multiplicam durante a campanha eleitoral, principalmente no que diz respeito à saúde, educação e limpeza pública, entre outros setores. O que mais preocupa, acima de tudo, é que quase todos que participam da corrida para chegar ao Palácio dos Tropeiros realmente parecem acreditar que basta pronunciar algumas palavras mágicas para fazer despencar um mar de dinheiro capaz de corresponder às expectativas dos mais fanáticos. Antes de mais nada, é preciso dimensionar como se deve os impasses da economia que precisam ser removidos para que não se agravem ainda mais, chegando ao ponto do irremediável. O fato é que o destino de Sorocaba é que deve ser levado muito a sério pelos candidatos (as), que não podem querer vender a alma para vencer a eleição. Da mesma forma, o eleitor precisa estar atento à voracidade dos concorrentes, procurando arrancar de cada um deles uma posição clara sobre todas as questões que säo abordadas.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar