Terça-Feira, 27 de Outubro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< BRASIL Secretário nacional de Defesa Civil nega inércia no Pantanal Combate ao fogo vai além de recursos financeiros, disse secretário

Publicada em 30/09/2020 às 21:35
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: Agência Brasil)
O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Alves, rechaçou ontem as acusações de inércia do Executivo federal no combate aos incêndios no Pantanal. “Não há uma inércia nem do Poder Público local; nós já liberamos recursos para Poconé”, disse.

Segundo ele, os recursos foram empregados no aluguel de aviões e helicópteros, na contratação de brigadistas, nos aluguéis de veículos e na compra de equipamentos para o Corpo de Bombeiros como mangueiras e bombas.

Alves garantiu que não haverá falta de recursos. “Quando eu digo que há recursos, que não faltarão recursos, refiro-me aos que estão relacionados à resposta ao desastre, é dentro da rubrica da ação orçamentária de Defesa Civil”, disse.

Ele ressaltou, ainda, que, para as ações de resposta, há recursos para este ano. “Frisei este ano, porque a LOA (lei orçamentária) do ano que vem está nos deixando preocupados - nós temos recursos para a resposta”, afirmou.

Somente neste ano, o fogo já consumiu 2,916 milhões de hectares do bioma, ou seja, 1,742 milhão de hectares na área de Mato Grosso e 1,165 milhão de hectares no Pantanal sul-mato-grossense.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar