Segunda-Feira, 26 de Outubro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL A corrida dos candidatos

Publicada em 29/09/2020 às 20:39
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
Faltando apenas 45 dias para a realização do primeiro turno das eleições municipais, no dia 15 de novembro, a campanha eleitoral começa a esquentar um pouco mais na cidade a partir desta semana, com os candidatos (as) à Prefeitura e à Câmara sabendo que não há mais tempo a perder para se aproximar um pouco mais do eleitorado, já que até agora pouco tem sido feito com esse objetivo. Em razão da pandemia que vai se arrastando há vários meses, com todo mundo procurando manter a distância recomendada pelas autoridades sanitárias, o processo eleitoral está mais devagar do que nunca. A própria população também parece disposta a manter o devido distanciamento dos que participam da corrida eleitoral.

Em tais circunstâncias, principalmente os candidatos menos conhecidos dos eleitores é que vão permanecendo em desvantagem na campanha, ficando para trás no que diz respeito à apresentação de suas propostas de trabalho aos sorocabanos em geral. Dessa maneira, quando abrirem os olhos, não será fácil a recuperação do tempo perdido, principalmente levando-se em conta que, em comparação com outras eleições, o tempo dos programas estará mais reduzido em prejuízo de todos os candidatos. 
"É preciso enfatizar a necessidade de todo mundo procurar votar bem para que o pior não continue a se multiplicar em prejuízo da população brasileira"

Por sinal, conforme prevê a Justiça Eleitoral, a propaganda gratuita dos candidatos no rádio e TV vai começar na sexta-feira da outra semana, dia 9 de outubro, devendo se estender até o dia 13 de novembro. Através dela, todos que participam do pleito também vão poder aparecer um pouco mais perante o eleitorado. Da mesma forma, quem tiver o registro deferido poderá utilizar carros de som, instalar e participar de comícios, não podendo, porém, instalar cavaletes nas calçadas. Muito embora a maioria do eleitorado não tenha uma afinidade maior com o horário gratuito, estando sempre propenso a desligar o rádio ou a televisão durante a sua veiculação, sabe-se que através dela cada pessoa pode ter um conhecimento melhor sobre os concorrentes e suas propostas voltadas aos interesses da cidade. Por isso mesmo, tanto quanto possível, todos devem acompanhar atentamente o que eles têm a dizer, isto para que os melhores sejam eleitos. Sem uma fórmula mais adequada de escolha, é evidente que os piores candidatos é que poderão levar vantagem. Todos sabem que não tem sido fácil, nos últimos anos, inclusive em Sorocaba, conviver com todos os conflitos político-administrativos que tomaram conta de tudo. Não passa dia sem que a imprensa tenha pouco espaço para registrar toda a anarquia política que nunca deixa de abalar o País. Nunca é demais enfatizar, portanto, a necessidade de cada eleitor votar bem para que o pior não continue a se multiplicar cada vez mais em prejuízo dos municípios e da população brasileira.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar