Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SAÚDE SP tem queda na cobertura de vacinas durante pandemia

Publicada em 09/09/2020 às 21:56
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: Agência Brasil)
A cobertura das vacinas obrigatórias na infância caiu na cidade de São Paulo durante o período da pandemia do novo Coronavírus. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, houve uma queda em seis das oito vacinas aplicadas em crianças com até um ano de idade. As maiores reduções de cobertura foram na tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, e na imunização contra hepatite A. A cobertura da tríplice viral caiu de 99,98%, no primeiro semestre de 2019, para 88,97% nos primeiros seis meses deste ano. Em relação à vacina contra hepatite A, o percentual de crianças imunizadas passou de 88,37%, no ano passado, para 79,45%.

Sobre a vacina contra o rotavírus, a poliomielite, a pneumocócica 10 e a meningocócica C, a redução da cobertura foi inferior a dois pontos percentuais. Todas atingem mais de 80% do público-alvo. A BCG, contra tuberculose, apesar de ter tido um aumento no percentual de imunizados, tem, atualmente, a menor cobertura – 56,8% do público-alvo. A pentavalente (meningite, tétano, difteria, coqueluche, hepatite B) também teve um crescimento na cobertura, atingindo os 100% neste ano. O programa de metas da Prefeitura de São Paulo estipula como objetivo atingir 90% de cobertura vacinal para BCG.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar