Domingo, 20 de Setembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< EDITORIAL Voto responsável e consciente

Publicada em 08/09/2020 às 20:41
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
As eleições municipais estão cada vez mais próximas, faltando praticamente apenas dois meses para o dia 15 de novembro, quando os eleitores estarão nas urnas votando para a escolha do prefeito e dos vereadores que assumirão seus mandatos no dia 1º de janeiro de 2021. Se houver necessidade, a votação para escolha do novo titular do Palácio dos Tropeiros "Dr. José Theododo Mendes" será no dia 29 de novembro. Pode-se dizer, portanto, que o tempo é curto e vai exigir muita movimentação dos candidatos ao Executivo e Legislativo para manter contato com os eleitores, além de um empenho muito grande da Justiça Eleitoral para assegurar aos sorocabanos o livre exercício do sufrágio sem constrangimentos e imposições. 

Nestas vésperas do pleito, quando será estereotipado o comando administrativo da cidade, é oportuno lembrar à comunidade a importância de votar, e votar bem, para uma escolha que realmente possa ser a melhor para Sorocaba e toda sua população, isto para evitar toda e qualquer confusão generalizada como aquela ocorrida na atual legislatura e que culminou com a cassação do mandato do ex-prefeito José Crespo, além de muitos problemas administrativos para a cidade. Todo o eleitorado 
"Incumbe ao eleitor refletir sobre a grandiosidade da tarefa que tem pela frente e da responsabilidade que está  em suas mãos"

precisa refletir com isenção, procurando verificar os nomes que, pela tônica de suas campanhas, pelo volume de sua propaganda e pela insinuação de sua dialética, säo, na verdade, os que têm condições de se apresentar para exercer um trabalho que seja marcado pela honestidade, pela competência e pela sensibilidade de corresponder às justas aspirações do povo sorocabano. É imperioso cada um meditar, desde logo, sobre tudo isso para que não venha a votar mal, empurrado por impulsos de predileções orquestradas pelas famosas máquinas do marketing eleitoral. Antes de mais nada, é preciso se ater ao valor incontestável dos postulantes, medido pela sua real capacidade, seu passado e por suas propostas que sejam no mínimo razoáveis. É preciso valorizar como se deve o voto, que não vale apenas por ocasião do pleito, mas, indiscutivelmente, pelos próximos quatro anos. Deve-se enfatizar que, na hora de votar, incumbe ao eleitor refletir sobre a grandiosidade da tarefa que tem pela frente e da responsabilidade que está em suas mãos. Votar com consciência não deixa de ser um ato de civismo que tudo tem a ver com o futuro da cidade. Que todos manifestem através das urnas eletrônicas tudo aquilo de melhor que o painel eleitoral de novembro tem a oferecer a cada sorocabano.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar