Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< CULTURA Projeto Beethoven terá aulas de piano e recital na Fundec Objetivo é marcar a passagem do 250º aniversário de nascimento do célebre compositor alemão

Publicada em 08/09/2020 às 19:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: divulgação)
Neste ano, mesmo em meio à pandemia que se alastrou por todos os continentes, o mundo da música comemora os 250 anos de nascimento de Ludwig van Beethoven, o famosíssimo compositor alemão, celebrado particularmente em solo austríaco, onde faleceu. Em Sorocaba também, a Fundação de Desenvolvimento Cultural (Fundec) não poderia igualmente deixar passar em branco a efeméride e está convidando pianistas locais e de cidades da região a fazer parte de um projeto em sua homenagem, que terá como encerramento um recital on-line com os participantes.

O Projeto Beethoven está formatado por aulas abertas (masterclasses) a pianistas de todas as idades, níveis musicais e instituições de ensino, também a alunos de professores particulares, com foco nas composições de Beethoven. Apreciadores poderão se inscrever como ouvintes. As aulas, sempre às quintas-feiras e virtuais, serão ministradas pela professora e pianista Thais Valim.  As inscrições, totalmente gratuitas, estão abertas até 15 de setembro e quem quiser participar deve enviar um e-mail com a ficha de inscrição que está disponível no site e Facebook da própria Fundec, para inscricao@fundecsorocaba.com.br. Na inscrição, o candidato a executante deverá enviar ainda gravação de até 15 minutos com uma obra de Beethoven e outra de livre escolha. Após as inscrições, haverá uma entrevista online com os candidatos a executantes. Os inscritos devem ter disponibilidade para participar das aulas e do recital de encerramento. Os alunos executantes receberão um certificado virtual de participação.
	
BEETHOVEN - Nascido em Bonn, Alemanha, Beethoven era exímio pianista e, ao final da infância, já interpretava a obra de Bach. Seguiu seus estudos em Viena, tendo como mestres Haydn, Schenk, Albrechtsberger e Salieri. Através do estudo da literatura e de seu amigo Friedrich Schiller, teve contato com os ideais da Revolução Francesa, do Iluminismo e do Romantismo – este último pelo movimento ‘Sturm und Drang’ (Tempestade e Ímpeto). Com essa bagagem literária e filosófica refletida em sua obra, foi um dos compositores mais importantes na transição da Música do período clássico para o romântico.  

Próximo aos 30 anos de idade, começou a sofrer com perda gradual da audição. Após um período de depressão, volta-se novamente à composição, criando obras ousadas e inovadoras para a época, sem se importar com as críticas, até o final de sua vida. Compôs Sinfonias, Concertos, Quartetos de Cordas, Trios, Sonatas para Violino, Violoncelo e outras formações camerísticas, Canções, Música Coral, Sonatas, Bagatelas e Variações para piano, a Ópera Fidélio e outras peças de seu período de infância e adolescência na Alemanha.

Thais Valim, que ministrará o curso a convite da Fundec, é bacharel em Música pela Universidade de São Paulo (USP), continuou seus estudos com a russa Olga Kiun, radicada no Brasil, e atualmente recebe orientação de Marisa Lacorte. Em Sorocaba, formou-se no Conservatório ‘João Baptista Julião’, na classe de Ilza Maria Soares, e iniciou seus estudos com Altamiro Bernardes e Keyla Conegero. Já se apresentou em diversas cidades do Brasil e do Exterior (Alemanha, Itália e Polônia). Na área de música de câmara, atua como pianista do Musicum Trio desde 2002 e, desde 2001 leciona piano no Instituto Municipal de Música de Sorocaba, administrado pela Fundec, tendo alunos aprovados nos cursos de Música da USP, Unesp e Emesp.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar