Terça-Feira, 24 de Novembro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< AGENDA CULTURAL Carnaval passa a ser patrimônio imaterial Práticas carnavalescas são reconhecidas como tradução de saberes

Publicada em 07/02/2020 às 21:17
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
(Foto: Divulgação)
O carnaval de São Paulo é, a partir de agora, oficialmente, patrimônio. A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo publicou no dia 5 deste mês, em “Diário Oficial”, a aprovação do registro das práticas carnavalescas do Estado como patrimônio imaterial. 
Unânime na decisão, o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat) votou o parecer em uma reunião nesta semana. O parecer do órgão concluiu que as práticas carnavalescas traduzem saberes, fazeres e uma identidade coletiva, que criam relações de pertencimento. 
“O Condephaat dá sequência ao trabalho fundamental de reconhecer e proteger o patrimônio imaterial de São Paulo com o registro das expressões artísticas ligadas ao carnaval, que são inúmeras, muito potentes e constituem marcas do patrimônio cultural do Estado”, disse o secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão. 
Ainda de acordo com o titular da pasta, com isso, valoriza-se a cultura popular e tradicional de São Paulo, que é um vetor de identidade e desenvolvimento. A proposta inicial, apresentada pela Liga Independente das Escolas de Samba de SP, solicitava o registro dos Desfiles das Escolas de Samba como patrimônio cultural imaterial. 
Com isso, o Conselho analisou que havia necessidade de elaboração de um plano mais amplo, à altura da importância da manifestação cultural, capaz de garantir a salvaguarda e reprodução da prática, a preservação dos saberes e reprodução da prática, a preservação dos saberes e perenização da memória coletiva envolvida. 
Assim, conclui-se que a forma mais adequada de preservar e valorizar o carnaval de São Paulo seria ampliar o objeto e registrar, como patrimônio imaterial, as práticas carnavalescas do Estado, não apenas os desfiles, que são a finalização de um processo diversificado e de grande riqueza cultural. 
Segundo o parecer, o caminho mais adequado para preservar e valorizar o carnaval em São Paulo é identificar e preservar a preparação dos desfiles, assim como as atividades das escolas de samba que, por algum motivo, não chegam a desfilar na avenida, mas que fazem atividades relacionadas ao carnaval ao longo do ano. 
O Condephaat justifica também que, para a aprovação, foram consideradas as escolas de samba, que são territórios onde se concentram práticas culturais coletivas ligadas ao samba e à produção do carnaval e que as agremiações surgem a partir dos cordões, que se configuram como as primeiras organizações da prática do samba. 
 
 

Blocos começam a desfilar na próxima semana 

 
Na Capital paulista, os blocos começam a sair pelas ruas no próximo dia 14, com opções para os mais diferentes estilos. Fantasias, adereços e muita música, com trios-elétricos, prometem colocar os foliões na brincadeira. Os desfiles ocorrem tanto na parte da manhã quanto na parte da tarde. 
 
Dia 14 de fevereiro 
 
Bloco Carnavalesco “Tô no Vermelho” – 16h – Local: Sé - Estilo: Samba - Itinerário: Dom José Gaspar, Sete de Abril, Conselheiro Cispriano, 24 de Maio, Dom José de Barros, 7 de Abril e Bráulio Gomes.
 
Bantantã Folia e Festa de Rua – 17h - Local: Butantã - Estilo: MPB - Itinerário: (1ª volta) Av. Valdemar Ferreira, Av. Vital Brasil, Rua Estevan Lopes, Rua Gaspar Moreira, Rua Romão Gomes, Av. Valdemar Ferreira, (2ª a 3ª volta): Rua Catequese, Rua Monte Castelo, Rua Romão Gomes, Av. Valdemar Ferreira (Concentração).
 
Dia 15 de fevereiro 
 
Bloco De Rua Barracao Folia – 9h – Local: Lapa – Estilo: Samba - Itinerário: Saída Rua Diana, Rua Palestra Itália, Rua Caraíbas, Rua Min. Ferreira Alves, Rua Xerentes, Rua Diana.
 
Bloco Urubózinho – 9h – Local: Freguesia do Ó/Brasilândia - Estilo: Internacionais e diversos - Itinerário: Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó
 
Bloco Mamãe Eu Quero – 9h - Local: Lapa - Estilo: Internacionais e diversos - Itinerário: O bloco não tem percurso. O trio fica parado e a apresentação ocorre no entorno da Praça Irmãos Karmann entre a Rua José Donatelli e a Avenida Sumaré.
 
Bloco Filhas da Lua – 9h – Local: Sé - Estilo: Pop, Rock e eletrônica - Itinerário: Escadaria do Bixiga, Praça dom Orione, Rua 13 de Maio, retorno sob o Viaduto Armando Puglisi, Rua 13 de Maio, Rua Rui Barbosa até Rua Conselheiro Carrão, Retorna Rua Rui Barbosa, Praça Dom Orione.
 
Sargento Pimenta – 9h – Local: Pinheiros - Estilo: MPB - Itinerário: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4150 – 4500.
 
Bloco Unidos do Inconsciente – 10h – Local: Lapa – Estilo: Pop, Rock e eletrônica. Itinerário: Apenas a Praça Rio dos Campos e seu entorno
 
Bloco Chinelo de Dedo – 10h – Local: Pinheiros - Estilo: Samba - Itinerário: Praça Omaguás
 
Bloco Grande Família – 11h – Local: Vila Mariana - Estilo: MPB - Itinerário: Avenida Moema, Alameda Iraé, Avenida Açocê, Alameda dos Maracatins, Avenida Moema.
 
Perdidos no Paraíso – 11h – Local: Vila Mariana - Estilo: MPB - Itinerário: Rua Mario Amaral, Rua Abilio Soares, Rua Coronel Oscar Porto, Rua Carlos Sampaio, Rua Mario Amaral.
 
Fall Out Bloco – 11h – Local: Vila Mariana - Estilo: Pop, Rock e eletrônica
 
Bloco Casa Comigo – 11h – Local: Sé – Estilo: Samba - Itinerário: Av. Ipiranga, Praça da 
República, Av. São Luís, Rua Xavier de Toledo, Praça Ramos de Azevedo
 
 

Renaissance São Paulo Hotel tem esquenta para carnaval 

 
É em clima de descontração e folia que no dia 15 de fevereiro será mais uma edição do Renaissance na Rua, promovido exclusivamente pelo Renaissance São Paulo Hotel. Ao som de hits carnavalescos, o evento contará com drinques refrescantes e exclusivos, além de um menu assinado pelos chefs Gayber Silveira e Ícaro Rizzo com preços variando entre R$ 5 e R$ 30.
Nos destaques estão opções que são referências nos restaurantes do hotel, como o clássico Baião de Dois, acompanhado de mix de arroz e feijão, carne seca e queijo coalho, o Tirashi de Salmão, elaborado com arroz, teriaki, furikake, cebolinha e gergelim, e a Fonduta Caipira, com vegetais orgânicos tostados e creme de parmesão.
Entre as sobremesas está o milk-shake de Ovomaltine ou morango, o tradicional Brigadeirão, Cremè Brûleé e Pirulitos de chocolate branco, ao leite ou meio amargo. Para refrescar, açaí da Amazônia e Cookie com Sorvete. Já a seleção de drinques, preparada especialmente para a data, conta com o favorito dos paulistanos: Gin & Tônica, a famosa Caipirinha, além das opções de Clericot e Sangria.
O Renaissance na Rua ocorre desde 2013 e tem como objetivo aproximar o hotel dos paulistanos, recebendo todos em um espaço acolhedor e pet friendly. Para completar a experiência de quem está programando o Carnaval na cidade, o Renaissance São Paulo Hotel oferece um pacote especial a partir de R$ 660 (+ taxas) com hospedagem e café da manhã para duas pessoas. Além disso, bônus de R$ 100 para ser utilizado no bar, restaurantes e SPA do hotel, acesso à área de relaxamento do The Spa at Renaissance com Jacuzzi, sauna e piscina. A tarifa é válida para estadas entre 21 e 26 de fevereiro (mínimo de duas noites). Informações e reservas pelo telefone 0800-703-1512 ou renaissancesaopaulo.com.br.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar