Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Multidão vai a funeral e pede vingança

Publicada em 06/01/2020 às 19:17
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
Uma multidão foi às ruas de Teerã nesta segunda-feira (6) para acompanhar as despedidas ao chefe militar Qassim Suleimani. Autoridades iranianas lamentaram a morte do general e voltaram a prometer uma resposta ao ataque dizendo que será Deus quem realmente vingar-se-á dos Estados Unidos. Trazendo cartazes com o retrato de Suleimani, o general mais admirado do Irã, as pessoas reuniram-se nos arredores da Universidade de Teerã, onde o líder supremo presidia as cerimônias e orações pelo general. Durante o funeral, o novo comandante da Força Quds, Esmail Qaani, prometeu expulsar os Estados Unidos. 
Ele disse, ainda, que tomará todas as medidas para responder ao assassinato de Suleimani e que será Deus quem realmente irá se vingar dos Estados Unidos pelo “valioso” derramamento de sangue. Desde cedo, momentos de profundo silêncio misturavam-se com elegias interpretadas por famosos cantores religiosos, alternando com explosões de raiva, aos gritos de “morte aos Estados Unidos”. O movimento causado pela chegada dos restos mortais do general a Mashhad, no domingo (5), obrigou as autoridades a anularem uma concentração prevista para a noite na capital. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar